Terça-Feira, 25 de Abril de 2017 |

Colunista


Cantinho Ecológico


Marco Aurélio


verdade@cpovo.net


AMAZÔNIA, O PULMÃO DO MUNDO?
Por muitos anos acreditou-se que a Amazônia fosse a maior responsável pela produção de gás oxigênio no planeta Terra, sendo chamada de “o pulmão do mundo”. Hoje se sabe que a maior parte do gás oxigênio produzido na Amazônia é consumida pelos seres vivos que ali habitam e que a fotossíntese realizada pelas algas microscópicas que vivem nos oceanos é a principal responsável pela liberação de gás oxigênio no ambiente. Além disso, a comparação da fotossíntese com a respiração pulmonar é incorreta, pois o pulmão não produz gás oxigênio, mas o absorve da atmosfera.

O QUE FAZ UM ENGENHEIRO DE MINAS?
O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de minério. O engenheiro de minas é o responsável principal por todo o processo de identificação, extração, tratamento e venda dos mais diferentes recursos minerais, como minério de ferro, granito, argila, areia e até água mineral. Antes de gastar milhões de reais com equipamento e mão de obra, é preciso saber onde estão os minérios e em que concentração. Quando essas reservas são economicamente viáveis, são chamadas jazidas. Descoberta a jazida, vem uma função privativa do engenheiro de minas: a definição de como extrair os minérios, ação chamada lavra. O engenheiro de minas muitas vezes tem de planejar toda uma cidade em parceria com outros profissionais, já que as jazidas podem estar localizadas em lugares isolados. O engenheiro de minas terá de definir ainda se a mina será a céu aberto ou subterrânea e como será feito o chamado desmonte da rocha, ou seja, como os minérios serão retirados do local onde estavam. O desmonte pode ser feito, por exemplo, com máquinas, como tratores, por meio de jatos de água ou por meio de explosivos. Outra preocupação do engenheiro é evitar acidentes na mina, como desmoronamento das paredes. Nas minas subterrâneas, ele tem de pensar ainda na ventilação dos túneis e nas demais medidas de segurança. Depois de desmontada a rocha, os fragmentos têm de ser levados para o beneficiamento, onde o minério é tratado de acordo com a finalidade que terá depois. Com o minério já beneficiado, o engenheiro de minas pode ainda atuar na sua venda.

HÁBITO LETAL DE QUEIMAR O LIXO
O hábito da queima de lixo plástico nos quintais das residências libera fumaça altamente tóxica contendo substâncias químicas conhecidas como dioxinas e furanos que apresentam um potencial cancerígeno considerável. É um problema ambiental gravíssimo que ocorre no Brasil inteiro, inclusive nas regiões metropolitanas onde há coleta seletiva. Além da fumaça, o resíduo da queima é da mesma forma muito tóxico, por conter as mesmas substâncias, contaminando para sempre o solo - e não deve ser tocado sem luvas de proteção. Em Santa Catarina, praticamente todas as residências com fogão a lenha queimam sacos plásticos no fogão (como combustível) junto com a lenha, produzindo grandes quantidades de dioxinas e furanos. Não há nenhuma campanha para esclarecer a população sobre os riscos à saúde deste péssimo hábito. Ao invés de entregar o lixo para o caminhão de coleta as pessoas acham mais cômodo descartá-lo no quintal de casa e atear fogo, quando não o fazem nos terrenos baldios e leito dos rios e córregos. Autoridades do mundo científico destacam que as doenças relacionadas com a contaminação por dioxinas são várias, entre elas o câncer no fígado; o câncer no palato; o câncer no nariz; o câncer na língua, o câncer no aparelho respiratório e o câncer na tireoide.

COMENTÁRIOS ()