Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017 |

Colunista


Cantinho Ecológico


Marco Aurélio


verdade@cpovo.net


Viva a democracia!

* O pleito que ocorreu no final da semana passada não representa o término de um novo tempo. Engana-se quem pensou que as eleições se tratavam de uma guerra entre o bem e o mal. A grande vitória foi da democracia. Independente do resultado vence a maioria, perde a minoria e a grande questão de reflexão deve ser, para ambos o lados, os motivos que levaram tantas milhares de pessoas a anular seu voto, deixá-lo em branco ou abster-se de participar da votação. O que houve? Um novo tempo, um novo governo e uma nova Alvorada vai precisar olhar amorosamente para tantos mil eleitores que necessitam também ser ouvidos.

* Durante oito anos ocorreram muitos avanços, sucessos, êxitos na gestão ambiental de nosso município bem como suas áreas de interesse ambiental. Bem verdade que além de grandes feitos também existem fatos que precisam ser estudados e averiguados porque o mundo já não suporta que continuemos errando nas mesmas coisas. Nunca como antes, apesar de tanto trabalho na educação ambiental e parcerias com entidades internacionais (como o Rotary, através da ONG Aguapé) se percebeu um Rio Gravataí tão maltratado. Culpa? Não é hora de falar em culpa, é hora de pensar em atos e ações mais efetivas.

* Lidamos com gente. Gente humana. Gente que levanta cedo, corre, trabalha, se orgulha, se decepciona. Gente que liga a TV e vê desgraças por todos os lados; gente que é levada muitas vezes a acreditar que o mundo não tem mais jeito. Entretanto o mais belo é saber que apesar da tristeza de quem sai de um governo e da alegria de quem começa um novo projeto há a esperança de que se pode sempre fazer melhor, fazer o bem, fazer bem feito.

* O Centro de Educação Ambiental Sala Verde Ligia Rockenbach é uma parte da história de Alvorada que nasceu para nos emocionar e mostrar que independente da bandeira que você levanta, do time para qual torce, do Deus em que acredita ou da total descrença de que exista um ser superior é imprescindível amar aquilo que se faz. O respeito ao meio ambiente começa no ato de amor para com o outro humano. Se desprezarmos uma opinião contrária como poderemos mudar uma atitude agressiva contra um animal abandonado, contra maus-tratos com uma árvore indefesa ou uma criança violentada? Como poderemos mudar o mundo se não mudarmos nosso modo de sorrir ou nossa paz no olhar?

* Um mais um é sempre mais que dois. O CEA Sala Verde cuidou muito daquilo que fez durante oito anos. A gente só cuida daquilo que ama... A gente só ama aquilo que conhece. Obrigada a equipe por tanta dedicação. Obrigada aos colegas professores, diretores, alunos e seus pais e mães. Valeu gurizada pela confiança. O Meio Ambiente também agradece!!!!!!!!!

COMENTÁRIOS ()