Sbado, 08 de Agosto de 2020 |

Colunista


Conversando sobre o cotidiano


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Transporte coletivo

A frota de ônibus, da maioria das cidades, está com muitos anos de uso, com veículos antigos e sem conforto para os passageiros. Além disso, o número de ônibus é insuficiente para dar conta da demanda da população, sendo comum a superlotação e atrasos nas viagens.

Ainda podemos notar que a parada dos ônibus, normalmente, não têm condições adequadas para que os usuários possam esperar com dignidade pela sua condução, nos deslocamentos de rotina, seja para trabalho e outras atividades, inclusive lazer.

Os preços cobrados para o serviço prestado são exagerados, uma vez que os bancos são desconfortáveis, estreitos e sem segurança adequada, pois cintos de segurança não existem, sem esquecer dos aparelhos de ar-condicionado, exigência de muitos editais, não são colocados.

Os trajetos existentes são, com raras exceções, os mesmos de antigamente, não havendo uma modernização para atender a expansão dos espaços urbanos, sendo que as empresas de transporte coletivo são as mesmas há muito tempo.

A criação de novos modais de transporte coletivo, como o metrô e trens, não acontecem, pois há uma tradição de uso de ônibus e muita pressão para manter este modelo atuando nas cidades.

Os corredores de ônibus, nas cidades onde existem, também estão defasados porque não evoluíram, muitos construídos na década de 1980, mantendo as mesmas características por décadas.

Para quem precisa utilizar mais de uma linha para deslocamentos diários, estes problemas são multiplicados, ainda mais quando envolvem várias cidades limítrofes, cada uma com suas frotas e legislações específicas.

Assim a realidade de quem precisa utilizar o transporte coletivo é esta: ônibus antigos, superlotados, sem cumprimento de horários, itinerários insuficientes e sem nenhuma notícia da atualização dos modais.

Tomara que haja, no futuro, a modificação desta realidade, com governantes interessados em melhorar as condições do transporte coletivo em nossos municípios, tornando mais fácil a vida de quem precisa utilizar os ônibus para deslocamentos diários.

COMENTÁRIOS ()