Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020 |

Colunista


Conversando sobre o cotidiano


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Fiquem atentos

Cada vez que se vai ao supermercado para realizar as compras aumenta o valor gasto, porém com menos produtos dentro dos carrinhos, pois a maioria dos itens tem seu preço modificado, tendo como justificativa uma crise na economia, devido à pandemia da Covid.

Além dos reajustes há também um aspecto que passa despercebido pelos consumidores: a diminuição das embalagens e dos pesos, pois, exemplificando, um litro de vinho tem 750 ml e uma barra de chocolate encolheu de 150 para 90 gramas, mantendo o mesmo valor de venda.

Os supermercados são estruturados em corredores organizados e coloridos, confundindo a visão dos consumidores, com preocupação em apresentar produtos de marcas mais caras em evidência nas prateleiras, escondendo as mais acessíveis.

A maioria dos produtos é pesada e embalada, ficando disponíveis aos compradores, que não tem como saber se o peso colocado nas etiquetas é verdadeiro, pois ninguém tem a preocupação de comprovar isso.

O costume é ir colocando os produtos no carrinho, sem nenhuma atenção a valores e pesos, as cenas de pessoas com calculadoras, conferindo se o total mostrado pela nota do caixa fecha com o somado pelo consumidor, são coisas do passado.

Sem falar que não há mais a digitação dos preços, tudo é através do leitor de código de barras, podendo ser questionado se o preço confere com o código, o que só seria possível, conferindo os itens da nota fiscal com cada produto.

Não se pode esquecer que as pessoas realizam suas compras atentas às suas redes sociais, trocando mensagens e olhando mídias, portanto desatentas num ambiente de compras, pagas, normalmente, com cartões, o que dificulta a noção da despesa.

Observem nas suas próximas compras estes detalhes, fiquem atentos, porque além de sermos vítimas de uma inflação, as embalagens encolheram e não há mais balanças para pesagem em muitos estabelecimentos.

COMENTÁRIOS ()