Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020 |

Colunista


Conversando sobre o cotidiano


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Divórcios aumentaram

Um dos aspectos inerentes à pandemia foi a aproximação das pessoas e o isolamento em suas casas, fazendo com que muitos passassem a compartilhar todos os momentos, deixando de sair para atividades externas.

As famílias tiveram que cuidar dos filhos de todas as idades, sendo necessário desenvolverem novas rotinas para atender as demandas de crianças e adolescentes, que tinham nas creches e escolas seus espaços de convivência e aprendizagem.

Os pais que trabalhavam e tinham que sair diariamente para dar conta de suas tarefas, passaram a desenvolver suas atividades em casa, tendo que ajustar espaços e horários para continuar trabalhando em home office.

Muitas mães, que antes tinham jornadas em várias frentes, passaram a trabalhar em suas casas, fazendo tanto as tarefas domésticas, como profissionais, atendendo tudo num mesmo espaço e tendo que se desdobrar.

Assim todos que viviam em uma rotina frenética e com pouca convivência, restrita, muitas vezes ao período da noite e finais de semana, de repente, passam a ficar juntos todo o tempo, sem contato com outras pessoas.

Uma nova realidade que, num primeiro momento, não teve nenhuma contestação, pois era algo provisório, por poucas semanas, acabou virando uma reclusão de vários meses, o que alterou humores e sentimentos das pessoas.

Muitas famílias conseguiram um ajuste de todas as vontades, pais e filhos convivendo em harmonia, com aulas e trabalhos virtuais acontecendo, com internet sendo usada ao extremo, tanto nos momentos sérios ou de lazer.

E os casais tiveram que conviver juntos por muito mais tempo do que estavam acostumados, sem nenhum momento de escape, nem outras pessoas para conviver, acumularam desavenças e opiniões contraditórias, muitos vindo a não resistir.

Assim tivemos desde março o aumento significativo do número de divórcios e procura para encaminhar a documentação para separar vidas que não agüentaram o convívio intenso no espaço de suas casas.

COMENTÁRIOS ()