Sbado, 03 de Dezembro de 2022 |

Colunista


Conversando sobre o cotidiano


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Debate presidencial

O Brasil voltou a ter eleições diretas para presidência no ano de 1989, quando aconteceram os primeiros debates entre os presidenciáveis aconteceram, onde os candidatos tinham a oportunidade de apresentar suas propostas de governo.

Fernando Collor de Melo foi o primeiro presidente da era após a abertura política, quando se destacou por ser o governador que buscava acabar com os altos salários dos funcionários públicos e, por ironia, à corrupção dos governos.

Os debates tornaram-se pontos altos das campanhas eleitorais ao longo dos anos, com altas audiências quando acontecem, sendo possível a discussão de temas importantes para a população, entre os principais destacam-se saúde, educação e segurança.

Neste processo democrático tivemos momentos que se tornaram históricos, com embates acalorados entre tantos candidatos folclóricos, os quais defendiam visões antagônicas, com acusações de erros e falhas dos opositores.

Chegamos a mais uma campanha, desta vez com um país muito dividido e com, basicamente, duas propostas bem definidas, com seguidores que defendem seus líderes e discutem, nas ruas e redes sociais, religião, sexualidade, ideologia e geram muitos atritos.

O primeiro debate presidencial aconteceu no domingo passado, quando seis candidatos tiveram a oportunidade de questionar os adversários e serem questionados, tanto pelos opositores, como pelos jornalistas.

Após duas horas de debate, restou a sensação de que os candidatos estavam mais preocupados em dizer os erros dos outros do que apresentar suas propostas de governo ou pretensões se forem eleitos.

Também foi possível notar também que as respostas eram vagas, muitas vezes nem tinham relação com o perguntado, mas foi interessante ver o despreparo de alguns, a agressividade de outros e também comparar posturas e falas.

Vamos esperar que no próximo debate se discuta mais o que vão fazer do que sobre o que fizeram no passado e que deixem de se acusar sem parar.

COMENTÁRIOS ()