Sbado, 03 de Dezembro de 2022 |

Colunista


Conversando sobre o cotidiano


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Hora da escolha

No domingo, dia 02 de outubro de 2022, os brasileiros poderão escolher, através do voto, quem os representará em vários níveis da política nacional, desde o presidente, governadores, senadores e deputados, federais e estaduais.

O processo eleitoral teve uma campanha curta de 45 dias, com patrocínio de dois fundos, o eleitoral e o partidário, criados pelos políticos visando permitir que os líderes partidários distribuíssem os valores para os candidatos, conforme critérios muito diversificados.

O imenso número de partidos existentes no Brasil pode ser um dos fatores de muito desinteresse da população, pois as trocas de siglas foram a tônica, além de muitas trocas de partidos pelos políticos, confundindo muito os eleitores devido à falta de ideologias partidárias consistentes.

A observação das redes sociais permite verificar que há muita informação mentirosa, com inúmeras versões de um mesmo fato, sendo possível, aos políticos, usar a versão que seja mais conveniente dentro de suas campanhas.

Faltam poucos dias para a decisão de quais candidatos serão os escolhidos para ocupar os cargos de presidente ou governador no Executivo e de senador ou deputado no Legislativo, os quais decidirão nos próximos anos questões do cotidiano e as mudanças das leis brasileiras.

Assim cabe ao eleitor analisar cada proposta apresentada, verificar a veracidade das informações, pois cada voto é importante para o processo democrático, ainda sendo possível, ao eleitor, anular ou votar em branco, o que também faz parte do processo eleitoral.

Outro aspecto importante é lembrar que senadores e deputados serão escolhidos no dia 02 de outubro, enquanto que para os cargos de presidente e governador poderá acontecer uma nova campanha e eleição para os dois melhores votados no primeiro turno.

No Brasil o voto é obrigatório, portanto participe da escolha.

COMENTÁRIOS ()