Segunda-Feira, 26 de Outubro de 2020 |

Colunista


Direito e Cidadania


Simone Rapone



Quanto Vale uma vida?

Ah, a VALE!
Quanta esperança para as pessoas
Um sonho de uma vida nova
Uma chance de ser feliz, um bom emprego, uma família ...
A alegria de poder colocar o pão na mesa, de pagar as contas.

A Grande VALE se instala em um VALE verde, cheio de brisa
O VALE de flores onde o canto dos pássaros ecoava
O VALE que era paraíso para muitos
O VALE que por causa da VALE, virou lama.

O VALE de amor que virou dor
O VALE se transformou em lodo, em destroços, em sofrimento
Sem aviso, um mar de lama escorre
O desespero tomou conta, e a luz se apaga
Quanto VALE uma VIDA?
Quanto vale centenas de VIDAS?

Humanos vazios, humanos que valorizam $$$$$$
Vidas ceifadas pela ganância humana.
O VALE não tem mais valor. Que dor!

Que um novo VALE se faça
De amor, esperança, fé e justiça.
Que não só VALE, ouça os gritos que ecoam das vozes caladas
E que o valor do ser humano seja prioridade para todos.

Hoje, utilizo esse espaço para homenagear as pessoas que perderam a vida no desastre em Brumadinho, ocasionado pelo rompimento da Barragem em Minas Gerais, e às famílias que ainda estão na espera, e mantem um fio de esperança em encontrar os desaparecidos sob a lama.

Centenas de vidas foram tiradas em mais uma tragédia. Que a justiça seja feita, e não permita que a impunidade permaneça. Trago aqui, uma reflexão sobre a vida humana, que haja valor e respeito por cada vida soterrada, e cada família que terá de recomeçar do nada.

Embora o direito à vida e a dignidade sejam garantidos por lei, ainda nos deparamos com tragédias anunciadas, no qual a ganância fecha os olhos daqueles que realmente deveriam se preocupar com o que de fato importa, “A VIDA”, tanto daqueles que foram, quanto daqueles que ficam.

Um abraço fraterno de um humano para outros humanos que hoje choram a dor da perda, meu respeito e sentimento.

Que a pergunta não se cale: QUANTO VALE UMA VIDA?

COMENTÁRIOS ()