Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020 |

Colunista


Direito e Cidadania


Simone Rapone



A importância do planejamento financeiro empresarial

O planejamento financeiro empresarial , principalmente no atual momento em que vivemos, é uma ferramenta do qual o empresário não pode dispensar. Um planejamento financeiro consiste um conjunto de projeções de receitas e despesas que a organização terá dentre de um determinado período, além disso, ele serve para analisar o cenário em que o negócio atua e serve também para projetar metas com as informações obtidas.

Desse modo, um dos principais motivos pelos quais é importante realizar um planejamento financeiro é que ele permite ao empreendedor enxergar todas as movimentações financeiras que o negócio terá dentro de um período com clareza, tanto em termos de receita quanto de despesas.

Para 2020 não estávamos esperando esta pandemia, agora mais do que nunca o planejamento financeiro se torna uma das ferramentas mais eficientes na estratégia do negócio, caso essas projeções sejam utilizadas em paralelo com uma boa análise mercadológica e sobre a experiência do consumidor, ao utilizar o produto ou serviço que a empresa oferece, de maneira alinhado com o cenário e os objetivos da organização.

Com base nas receitas e despesas previstas, o gestor do negócio pode organizar as diretrizes para fazer cálculos para que a companhia cresça de maneira sustentável, desviando dos riscos de dificuldades financeiras. Afinal, imprevistos podem acontecer e, portanto, é imprescindível estar preparado. Administrar as receitas de maneira mais eficiente e compreender quantos recursos serão necessários para pagar impostos, salários, benefícios e outras despesas mensais é fundamental, além de verificar os gastos que podem ser reduzidos ou até mesmo eliminados.

Em tempos de crise, a gestão financeira empresarial, deve andar de mãos dadas com a gestão tributária. Já temos estudos que demonstram que a maioria das empresas pagam em média 40% de impostos indevidamente. As empresas precisam se apropriar de informações confiáveis para buscar com segurança a restituição destes tributos pagos indevidamente.

A partir do momento em que os gestores conseguem identificar um possível aumento no fluxo de caixa, por exemplo, abre-se um leque de oportunidades para que investimentos sejam realizados com o objetivo de aperfeiçoar o bem-estar financeiro da empresa.

Os gestores terão como analisar melhor seus resultados para trazer objetivos financeiros mensuráveis, além de obter total controle sobre as entradas e saídas de capital para abordar o orçamento de forma muito mais ágil e dinâmica.

Em outras palavras, ter um planejamento financeiro empresarial é uma das melhores maneiras de gerar relevância para o negócio não apenas em termos de manutenção, mas também para o seu desenvolvimento.

É muito importante ter ao menos um plano B para cada área da organização, pois isso ajuda a reduzir os prejuízos causados por uma possível crise financeira, ou no mínimo a evitar perdas expressivas. Fique sempre atento a isso e com certeza a empresa só crescerá.

Em tempos de crise financeira, um dos melhores caminhos é fazer uma análise de mercado e da própria empresa, para checar como anda o comportamento do consumidor e o que a sua empresa pode oferecer que ainda não está disponível.

Momentos de crise não reservam somente desafios. O fato é que muitos concorrentes estão desacelerando nesse período, o que significa que é a oportunidade perfeita para prospectar novos consumidores e analisar clientes potenciais de outros mercados.

COMENTÁRIOS ()