Domingo, 30 de Abril de 2017 |

Colunista


EducadaMente


Tatiani Roland



FINAL DE ANO COM ELEIÇÃO DE DIRETORES NA REDE ESTADUAL DE ENSINO

Ontem foi um dia movimentado nas escolas da rede estadual de ensino. Dia de escolher os novos gestores dessas instituições. Num ano onde dados preocupantes apareceram não é nada fácil ter coragem, conhecimento, dedicação e disponibilidade para se tornar diretor de escola. Em pesquisa recente aqui no RS se identificou que de cada 4 escolas uma estava sem candidato ao cargo. Triste realidade...

Mas, afinal o que faz um diretor? Que cargo é esse tão importante dentro da escola?
Escola organizada e limpa, equipamentos funcionando, contas em dia, funcionários em ação, comunidade participativa - e, acima de tudo, alunos aprendendo. Esse é o cenário ideal para uma instituição de ensino. Não se chega a ele sem muito trabalho e sem a presença de um diretor à sua frente. Ele deve ser um profissional que, na definição clássica do pesquisador Antônio Carlos Gomes da Costa, conjuga três perfis básicos:

• Administrador escolar: mantém a escola dentro das normas do sistema educacional, segue portarias e instruções, é exigente no cumprimento de prazos;
• Supervisor pedagógico: valoriza a qualidade do ensino, o projeto pedagógico, a supervisão e a orientação pedagógica e cria oportunidades de capacitação docente;
• Líder sociocomunitário: preocupa-se com a gestão democrática e com a participação da comunidade, está sempre rodeado de pais, alunos e lideranças do bairro, abre a escola nos finais de semana e permite trânsito livre em sua sala.

As principais funções do diretor
• Cuidar das finanças da escola;
• Prestar contas à comunidade;
• Conhecer a legislação e as normas da Secretaria de Educação para reivindicar ações junto a esse órgão;
• Identificar as necessidades da instituição e buscar soluções junto às comunidades interna e externa e à Secretaria de Educação;
• Prezar pelo bom relacionamento entre os membros da equipe escolar, garantindo um ambiente agradável;
• Manter a escola para que esteja limpa e organizada;
• Garantir a integridade física da escola, tanto na manutenção dos ambientes quanto dos objetos e equipamentos;
• Conduzir a elaboração do projeto político-pedagógico, o PPP, mobilizando toda a comunidade escolar nesse trabalho e garantindo que o processo seja democrático até o fim;
• Acompanhar o cotidiano da sala de aula e o avanço na aprendizagem dos alunos;
• Ser parceiro do coordenador pedagógico na gestão da aprendizagem dos alunos;
• Incentivar e apoiar a implantação de projetos e iniciativas inovadoras, provendo o material e o espaço necessário para seu desenvolvimento;
• Gerenciar e articular o trabalho de professores, coordenadores, orientadores e funcionários;
• Manter a comunicação com os pais e atendê-los quando necessário.

Todo esse trabalho, no entanto, não pode ser solitário. O diretor, como líder da escola, deve envolver sua equipe de professores, coordenadores, orientadores e funcionários no planejamento e execução das tarefas.

(Fonte: http://gestaoescolar.abril.com.br/formacao/responsabilidades-diretor-755886.shtml )

COMENTÁRIOS ()