Segunda-Feira, 25 de Setembro de 2017 |

Colunista


Entre Linhas


Werner Pfluck


wernerpfluck@hotmail.com


Descaso
A ventania do último fim de semana serviu para mostrar, de novo, o quanto Alvorada está esquecida pelas autoridades. A rede elétrica da cidade, há muito tempo, não é compatível com a demanda de energia da cidade, e qualquer evento um pouco diferente é o suficiente para gerar o caos, quanto mais uma tempestade. Já se vão quatro dias e muitos moradores ainda estão às escuras. Relatos de pessoas que dependem de aparelhos, como nebulizadores e respiradores, entre outros, agravam o drama.

Propaganda enganosa
Cidades com porte e população menores do que Alvorada contam com subestações de energia, mas aqui sobrevivemos a base de promessas. Mesmo tendo as três esferas de governo, federal, estadual e municipal, sob o comando do mesmo partido, o que em teoria poderia encurtar os caminhos burocráticos e agilizar as conquistas (ao menos a propaganda dizia assim), quase nada se avançou nesta questão. Promessas na última campanha municipal não faltaram. O discurso do “alinhamento das estrelas” convenceu muitos eleitores, mas depois de dois anos o que se percebe é que fomos vítimas de mais um engodo, entre tantos outros que dia a dia se revelam, faça tempestade ou tempo bom.

Um dia após o outro
O PSD de Alvorada está dando a volta por cima. A ex-secretária de Desenvolvimento Econômico, Jussara Mendes, presidente municipal do partido, depois de ser descartada pelo governo do Professor Serginho (PT) tem recebido notícias alvissareiras do novo governador, José Ivo Sartori. Sua sigla irá comandar a pasta de Administração, que passará a se chamar Modernização Administrativa e Recursos Humanos. A mesma que já foi ocupada pela deputada estadual Stela Farias (PT).

Contagem regressiva
Agravam-se a cada dia as denúncias sobre a corrupção desenfreada promovida pelo governo petista em todos os setores da administração federal. Petrobras, como já se viu, é apenas a ponta do iceberg. Por mais que tentem fazer de conta que nada sabiam, e usar de uma lustrosa cara de pau para alegar que este é o governo que mais combateu a corrupção em toda a história do país, fica cada dia mais difícil de se defender. Com a próxima fase, o julgamento dos políticos envolvidos, a coisa complica ainda mais para Dilma e sua turma. O relato de Venina Velosa, ex-gerente da estatal, em entrevista ao Fantástico no último domingo e em depoimentos ao Ministério Público Federal, foi mais um duro golpe na impunidade que o governo tenta preservar a qualquer custo. Mais do que um desejo, começo a ter uma espécie de intuição, de que Dilma Roussef não resiste em seu trono até o final de 2015. A não ser pela força, mas aí a cobra vai fumar...

Nascer de novo
Chegou mais um Natal. Cada vez mais difícil de viver de fato o que este período significa. São tantos os apelos para o consumo, para os presentes e as refeições fartas, que deixamos de lembrar do nascimento de Jesus, que ocorreu há dois milênios sem qualquer ostentação. Ao contrário, a mensagem de sua vinda é a da mais pura singeleza, de humildade, de simplicidade, o que nos tornaria mais humanos, pessoas melhores, dispostas a oferecer amor, e não presentes caros; solidariedade, e não festas regadas a extravagâncias e algazarras. O verdadeiro espírito de Natal está nos gestos que praticamos a cada dia, e não apenas em um ritual dentro de uma igreja ou enfeitando um pinheirinho. Que este espírito, inspirado por esta noite tão especial, possamos ver renovado dentro de nós a cada dia, por todo o Ano Novo que se inicia. Feliz Natal! Abençoado 2015!

COMENTÁRIOS ()