Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017 |

Colunista


Entre Linhas


Werner Pfluck


wernerpfluck@hotmail.com


Reeleição no PMDB
O vereador e ex-prefeito Appolo foi reconduzido à presidência do PMDB de Alvorada, com expressiva maioria de votos. A convenção, no último sábado, foi a maior entre os diretórios da Região Metropolitana, com mais de 700 filiados votando. O partido está se mostrando fortalecido e apto a participar de maneira decisiva nas próximas eleições. A disposição é de apresentar candidato próprio a prefeito e uma grande nominata à Câmara. Alguns pré-candidatos a vereador já se apresentaram, mas o nome para a prefeitura ainda será definido mais adiante. Boatos cada vez mais rumorosos indicam que haverá surpresas à frente.
Articulação
Lideranças de vários partidos têm conversado muito entre si. Alguns se declaram de oposição, outros se dizem independentes e sem compromisso com o governo municipal mesmo mantendo cargos na administração. Como é crescente a impressão sobre a dificuldade de reeleição do prefeito Serginho, estão sendo intensificadas as costuras de futuras alianças que aumentem as chances de conquistar a cadeira que, apostam, será desocupada pelo PT.
Fardo
Além da dificuldade de recuperar a própria imagem, fortemente desgastada na cidade por conta de uma administração que não atendeu às expectativas geradas na última campanha, o Professor Serginho, ou outro nome petista que venha a substituí-lo na próxima campanha, terá o desafio de superar a crescente rejeição ao Partido dos Trabalhadores, cuja imagem está cada vez mais associada aos maiores escândalos de corrupção da história do país.
Plano B
Cresce dentro do PT municipal o debate sobre substituir a tentativa de reeleição do Professor Serginho por outro candidato à prefeitura, para aumentar as chances de o partido se manter no poder. Especula-se a volta da deputada e ex-prefeita Stela, que teria maior potencial eleitoral, para fazer frente aos nomes fortes que a oposição está preparando. Se vencesse, seu “sacrifício” por abandonar a confortável carreira de deputada seria compensado por mais quatro anos de governo municipal pela sigla, contemplando por igual período centenas de filiados a apadrinhados com os cargos em comissão, os famosos CCs. E já em 2018 ela poderia novamente tentar eleição a deputada, deixando a cidade nas mãos de seu vice.
Plano C
Outra possibilidade, com menos chances mas igualmente cogitada nos corredores petistas, seria buscar uma reconciliação com o vereador Schumacher, para evitar que ele próprio, através de outro partido, viesse a tirar a prefeitura das mãos do PT.
Condolências
A família Brum está enlutada. Faleceu na última segunda a Dona Vilma, mãe do ex-prefeito Carlos Brum e de seus irmãos Carlos Alberto, Dóris Regina, Enio Roberto, Maria Margarete, Maria Margarida, Meriane e Sérgio Luiz, que, juntamente com noras e genros, e os 18 netos, receberam a solidariedade de muitos amigos durante o velório no Cemitério São Jerônimo. Nossos sentimentos à família, rogando a Deus que os ampare e conforte.

COMENTÁRIOS ()