Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017 |

Colunista


Entre Linhas


Werner Pfluck


wernerpfluck@hotmail.com


Alma honesta

Lula provocou a ira de muitos milhões de brasileiros de bem ao sentenciar que “não existe nenhuma alma viva mais honesta” do que ele. “Nem na Polícia Federal, nem no Ministério Público, nem na Igreja Católica, nem na Igreja Evangélica... Pode até existir igual, mas eu duvido”, foi o que vociferou diante de uma dúzia de “jornalistas” e blogueiros sustentados com verbas públicas federais. Momento infeliz. Mais um. Antes ficasse calado. Nem mesmo a alma mais honesta de verdade poderia ostentar tamanha vanglória. Isso é muita soberba. Ainda mais para um homem público.

Acabou por resultar num efeito contrário. Em vez de atrair aplausos, a frase virou piada nacional. Chacota. Primeiro, porque um homem honesto, de verdade, não precisa dizer que é. Seus atos falam por si. Segundo, porque o cidadão em questão, o ex-presidente Lula, é hoje uma das pessoas mais enroladas com o maior esquema de corrupção da história do Brasil. Nada menos do que 24 ministros e ex-ministros dos governos petistas estão investigados. Alguns já foram presos, outros ainda serão. Dois tesoureiros de seu partido foram pra cadeia. Dezenas de agentes políticos de seu círculo também. E enquanto avançam as investigações da Lava Jato, da Zelotes e da Acrônimo, fecha-se cada vez mais o cerco em torno daquele que, por quase todos, já é tido há tempos como “o chefe” da quadrilha. José Dirceu, seu braço direito por muitos anos, não agiu em segredo. Palocci, Genoino, Vaccari, Delúbio, Delcídio, Wagner, Erenice, Paulo Roberto, Cerveró, Lulinha, Bumlai, Rosemary... uma lista interminável de pessoas próximas está atolada até o pescoço no lamaçal de roubalheira promovido pelo governo petista. E só o chefe seria o honesto? Seria engraçado, se não fosse nojento.

Mas usemos em favor de Lula o benefício da dúvida. Digamos que ele não soubesse mesmo de nada. Que fosse realmente a “alma mais honesta”. Então também teria que ser a alma mais idiota. Mais ignorante. Mais babaca. Qualquer pessoa com mais de dois neurônios em atividade não passaria 12 anos circulando no centro do poder, com autoridade máxima sobre todos os demais, sem perceber que bilhões e bilhões passaram a ser escoados sistematicamente dos cofres públicos, da maior empresa estatal, do BNDES, das obras públicas, através das mãos das pessoas que foram colocadas lá... para fazerem justamente isso!

As investigações mais recentes sobre o apartamento tríplex de luxo no Guarujá, SP, cuja operação a PF batizou de Triplo X, e que também é alvo de questionamentos do Ministério Público de São Paulo, empurraram Lula e Dona Marisa contra a parede. E seus desdobramentos, quando chegarem no deslumbrante sítio de Atibaia, reformado e mobiliado para uso de Lula pela mesma empreiteira OAS (condenada na Lava Jato), que reformou e mobiliou o tríplex ao custo aproximado de 1 milhão, não deixarão mais saída. Estarão definitivamente encurralados. Mas as investigações não irão parar por aí. Vão ainda muito mais longe. Tem algo ainda para se apurar sobre as constantes viagens de jatinho de luxo, a impressionante fortuna dos filhos, contas no exterior... e tantos outros caprichos da “alma mais honesta” do Brasil.

Temos que reconhecer, de babaca Lula tem pouco. Não é estudado, mas não é ignorante. E não tem o perfil de um idiota. Sendo assim, a lógica mais elementar pulveriza essa tentativa ridícula de o ex-presidente buscar um suspiro de apoio popular, ao se colocar no pedestal dos santos. Não funcionou. Não tinha como funcionar.

Lula acabou. O mito, o político e o pilantra. Só falta alguém avisá-lo. E talvez seja o japonês da Federal que vá fazê-lo.

COMENTÁRIOS ()