Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 |

Colunista


Espantando a Zebra


César Freitas


cesar.gfreitas@yahoo.com.br

(Foto: )


Internacional
Não foi bem na rodada do último final, e precisava de um bom resultado pois a sua situação na tabela não é nada confortável. Viajou e enfrentou a forte equipe do Palmeiras e perdeu pelo placar mínimo. Jogou bem, mas a essa altura do campeonato não resolve. A única solução é pontuar fora e dentro de casa para fugir do fantasma do rebaixamento. E o resultado do seu arqui rival em nada contribui.

Internacional II
Muitas especulações acontecem se o Inter vier a cair. A marca Inter está nas cifras de mais de 600 milhões de Reais. É a sexta marca de clube brasileira e muito bem valorizada e se cair sofrerá um grande baque, principalmente nos valores da sua marca. Inicialmente a receita arrecadada com a torcida não decaem muito, pois está garantida por um bom tempo. O faturamento com os seus patrocinadores está na casa dos 33 milhões de Reais, inclusive a Nike.

Grêmio
Apesar da perca em casa no último fim de semana para o Esporte Recife por 3 a 0, a torcida tricolor não arreda o pé, pois as notícias são promissoras. Tem grande chance de entrar na zona de classificação para jogar na Libertadores. Se manter bons resultados frente as fortes equipes do São Paulo e América – MG, ficará mais fácil. Na Copa do Brasil enfrentará o Atlético-MG em Belo Horizonte no jogo de ida no próximo dia 23. Jogará por um bom resultado para decidir em casa a competição.


Copa Sul Americana
A equipe do Chapecoense está apreensiva esperando o time do San Lorenzo em seus domínios para o jogo final. Um simples empate sem gols já o classifica, ou uma vitória com gols para os jogos finais. A data fatídica para os catarinas é da 23 de novembro no estádio do Chapecoense. A forte liderança do técnico Caio Júnior e atletas valiosos está fazendo a diferença. Isso sem falar do potencial de sua torcida.

Brasil de Farroupilha
Está marcando mais um ano de vida. A sociedade Esportiva e Recreativa Brasil está completando mais um ano de vida esportiva no dia 19 de novembro de 1939.

14 de julho Campeão da Segundona
Ao derrotar o Inter-SM por 3 a 1 no dia dezessete de novembro de 1968, o 14 de Julho, de Passo Fundo sagrou-se campeão da Segunda Divisão do futebol gaúcho daquele ano. Santarém, com dois gols foi o artilheiro da partida. Picão marcou mais um gol para os passofundenses e Hélio Alves descontou para o Inter SM. O 14, que era dirigido pelo antigo atacante Armando Rebechi, venceu com Cavalheiro; Osvaldo, Amâncio, Tomé e Noé; Zé Carlos e Gitinha; Arthur (Vacaria), Mariotti, Picão e Santarém. O colorado santamariense foi derrotado com Nilson Pedro Celso, Santo, Daudt e Domingos, Pare (Paulo Ricaldi), Paulinho e Jara; Maneco, Hélio Alves e Ismael. Esse histórico jogo que está completando 48 anos de sua realização nesta semana, foi dirigido pelo árbitro Alaor Ferreira e foi disputado no Estádio Vermelhão da Serra.

COMENTÁRIOS ()