Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 |

Colunista


Espantando a Zebra


César Freitas


cesar.gfreitas@yahoo.com.br


Gauchão

Após a sexta rodada o Novo Hamburgo segue líder com seis vitórias. Continua sendo o único clube invicto do certame. Está com 18 pontos. Caxias e Grêmio estão na vice-liderança com 11. O Inter é o sétimo colocado com 7 pontos. Ypiranga e São José estão na lanterna com 4 pontos. Neste sábado o “Nóia” enfrenta o Cruzeiro no Vieirão.

Grenal

Foi um dos melhores clássicos dos últimos tempos. A igualdade no placar foi um resultado muito justo. Na primeira etapa o Grêmio foi bem melhor. Dominou a meia cancha, marcou um gol e ameaçou mais a meta colorada. Na etapa final, com as modificações processadas pelo Antônio Carlos Zago, o Inter iniciou vibrante, surpreendendo a equipe gremista ao marcar dois gols em poucos minutos. Aos poucos os comandados de Renato Portaluppi se recuperaram e chegaram ao justo empate.

Inter I

Na primeira etapa do clássico a equipe colorada pareceu perdida em campo, sendo suplantada amplamente pelos tricolores. Reagiu de maneira surpreendente com a entrada de Nico Lopez e Roberson na equipe, nos lugares de Charles e Carlos, que não estiveram bem. Na fase final caíram de produção, principalmente pela lesão de Carlinhos. A equipe continua mostrando a necessidade de contratar um bom volante e um meia articulador. Neste domingo o Inter vai a Caxias enfrentar o Juventude, numa nova edição do clássico Juvenal. O zagueiro Victor Cuesta já foi apresentado à torcida colorada.

Inter II

Em jogo válido pela 3ª Fase da Copa do Brasil, o Inter goleou o Sampaio Correa, lá no estádio Castelão, por 4X1. Na primeira faz o Inter não jogou bem O seu único gol nesta fase foi de Paulão, que estava impedido. Na fase final o Inter melhorou, D Alessandro foi mais liberado e conseguiu realizar belos lançamentos. Aos 4 minutos Nico Lopez aproveitou um belo lançamento do DALE e ampliou para 2X0. Aos 11 minutos o Sampaio Correia descontou através de Daniel Barros, cobrando magistralmente mais uma falta cometida pelo Anselmo. A seguir o Inter adonou-se das ações e Brenner aos 18 e 20 minutos marcou dois gols que deram cifras definitivas ao placar. O Inter não reeditou a boa atuação da segunda etapa do Grenal. Foi um jogo fácil contra um fraco adversário.

Inter III

Com a lesão do Carlinhos o seu substituto natural deveria ser o Uendel, que não é meia cancha. Se não tem um meia cancha confiável no elenco, que se contrate. Não entendi as ausências de Charles e William no inicio da partida. Se o lateral está sem embocadura, não é no banco que ele vai adquiri-la.

Grêmio

A equipe gremista teve uma boa atuação na primeira etapa do Grenal, apesar de estar desfalcada de Douglas e Maicon. Na etapa final foi surpreendida pela reação colorada. Luan novamente não reeditou as boas atuações do ano passado. Lucas Barrios teve uma estréia discreta, porém mostrou que será muito útil quando estiver entrosado com seus companheiros. Geromel, num choque com Brenner, teve o azar de se machucar com gravidade. Vai desfalcar a sua equipe por cerca de 30 dias. Nesta quinta feira o Grêmio estreou na Libertadores na Venezuela enfrentando o Zamora. Deixo de comentar esse jogo devido o fechamento desta edição.

Grenais e Lesões

O futebol é um esporte coletivo de contatos físicos. Portanto muito suscetível a lesões graves. Já ocorreram óbitos nos gramados, felizmente raros. Em Grenais lamentavelmente estão se tornando comuns essas fatalidades. Em 1978, num choque com o atacante gremista Everaldo, o zagueiro uruguaio colorado Salomon teve fratura exposta da perna, que o obrigou a encerrar prematuramente sua carreira como atleta de futebol. Em 1992 zagueiro colorado Pinga sofreu uma grave lesão num choque com o ponteiro tricolor Fernando. Retornou aos gramados após cinco anos sem a mesma vitalidade. Mais recentemente tivemos os lamentáveis casos de William com Bolaños e agora Brenner e Geromel. Em minha opinião foram fatalidades decorrentes da maneira que se joga futebol. Em nenhum caso ocorreu má intenção do atleta que provocou a lesão no adversário.

Dança dos técnicos

Paulo César Parente não é mais o técnico do Juventude. Gilmar dal Pozzo é o seu substituto.

COMENTÁRIOS ()