Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018 |

Colunista


Espantando a Zebra


César Freitas


cesar.gfreitas@yahoo.com.br


GAUCHÃO

Depois da quarta rodada o Caxias, sob o comando de Luiz Carlos Winck, lidera isoladamente com 100% de aproveitamento. O Brasil, de Pelotas, que é comandado pelo Clemer é o vice-líder, com dez pontos. Estes clubes e o São Luiz, que está com seis pontos e está na quinta colocação são os únicos invictos até aqui. O São José e o Inter estão com nove pontos. O Grêmio e o Novo Hamburgo, que são as grandes decepções do certame, ocupam as últimas colocações.

NOVO HAMBURGO

O Novo Hamburgo está com uma campanha decepcionante. É surpreendente, pois o clube manteve o excelente técnico Beto Campos e vários atletas da temporada passada. Até agora foram três derrotas e um empate, ocupando a última colocação. No próximo domingo vai enfrentar o São Paulo em seus domínios. Na última quinta-feira jogou com o Paysandu em Novo Hamburgo pela Copa do Brasil. Deixo de comentar esse importante jogo devido ao fechamento desta edição.

GRÊMIO

O Grêmio começou a temporada dividido em duas partes. O grupo principal começou a temporada há poucos dias devido o longo calendário enfrentado no ano passado. Vai estrear no Gauchão no próximo sábado na Arena contra a boa equipe do Cruzeiro. O jogo é preparatório para o jogo com o Independiente, válido pela RECOPA Sul Americana no próximo dia quatorze. Enquanto isso o grupo de Transição tem participado do Gauchão com maus resultados. Teve quatro jogos e ganhou apenas um ponto, no empate com o São Luiz. Atualmente ocupa a penúltima colocação. O grupo principal terá que vencer vários jogos para obter a sua classificação com tranquilidade. A direção gremista ainda procura um atacante de ponta. Atualmente o mais visado é o uruguaio Gonçalo Carneiro. A negociação do Artur está sendo encaminhada.

INTER I

O Inter, apesar de ter perdido a sua invencibilidade para o Caxias, tem realizado razoaveis atuações. Odair Helmann tem conseguido dar a equipe um promissor padrão de jogo. O time tem jogado com bola no chão, sem aqueles lançamentos errados do ano passado. Neste domingo os colorados vão a Pelotas enfrentar o Brasil no Bento Freitas. Será um jogo muito difícil, pois os comandados de Clemer estão muito bem.

INTER II

No jogo contra o Boa Vista, válido pela Copa do Brasil, realizado na noite da última quarta-feira na cidade paranaense de Cascavel, a atuação colorada deixou a desejar. Na primeira etapa o Inter teve amplo domínio territorial, porém sem ameaçar o gol adversário. O número de passes errados foi expressivo. A fase final iniciou como findou a fase inicial. Aos doze minutos ocorreu a jogada mais lúcida da equipe colorada. Damião cruzou da direita e D Alessandro aparou para Potker marcar o gol colorado. Com a vantagem no placar parece que o Inter se satisfez, passando a procurar trocar passes sem objetividade ofensiva, Quase ao final, aos quarenta e três minutos, numa desatenção defensiva, ocorreu chute de fora da área que Danilo Fernandes, parecendo que distraído, defendeu parcialmente do que Renan Donizete mandou a bola para as redes coloradas. A partir daí o jogo que parecia fácil se tornou dramático. Assim, findou o jogo com um melancólico empate colorado, que pelo menos valeu a classificação com a mudança do regulamento desta edição da Copa do Brasil.

COMENTÁRIOS ()