Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 |

Colunista


Espantando a Zebra


César Freitas


cesar.gfreitas@yahoo.com.br


GAUCHÃO
Após a rodada do último fim de semana o Inter segue líder disparado no seu grupo com cem por cento de aproveitamento. Foram cinco vitórias em igual número de jogos. Brasil, Veranópolis e Lajeadense completam o grupo dos clubes que estariam classificados agora. No grupo B o Grêmio lidera seguido do Novo Hamburgo, Caxias e Cruzeiro. Gustavo Papa é o líder dos artilheiros com quatro gols. Apos os jogos da última quarta feira O Inter manteve a liderança disparado seguido do Brasil e São José. No outro Grupo o Grêmio lidera seguido do Novo Hamburgo. Faltam computar os pontos do clássico CAJU e dos jogos Novo Hamburgo X Brasil e São Paulo Lajeadense.
INTER
O jogo com o Cruzeiro no último domingo marcou a estréia do time titular do Inter neste Gauchão. Como era de se esperar os colorados não tiveram dificuldades em golear os estrelados por quatro a um. A equipe ainda mostrou um natural desentrosamento. Em minha opinião essa equipe deveria voltar a campo no jogo com o Pelotas, lá na Boca do Lobo. Seria um ótimo teste para o Grenal deste domingo. Josimar foi emprestado para o Palmeiras. No jogo com o Pelotas, o misto quente do Abel não reeditou a última boa atuação. Na primeira etapa o Pelotas foi melhor e se não fosse duas estupendas defesas de Agenor, o áureo cerúleo poderia ter virado com vantagem. A etapa complementar teve um desenrolar parelho. Ao final do jogo, depois de um escanteio, o zagueiro Ernando marcou o gol da vitória ao aproveitar um rebote depois de a bola ter batido na trave. Assim, o Inter manteve os cem por cento de aproveitamento num jogo que o resultado mais justo teria sido a igualdade no marcador.
GRÊMIO
A equipe principal do Grêmio não jogou bem com o Juventude e assim o empate em um gol foi um bom resultado. A meia cancha não esteve tão lúcida como contra o Aimoré. E, assim na primeira etapa foi batida pelo meia cancha esmeraldina. Na etapa complementar melhorou bastante, com muita garra e entusiasmo. A lamentar no jogo apenas os rojões lançados contra o goleiro do Juventude. Na próxima quinta feira os gremistas vão a Montevideu enfrentar o Nacional, no primeiro jogo pela Libertadores da América. No jogo de quarta feira contra o Veranópolis, novamente o Grêmio não jogou bem. Venceu mas não convenceu. Kleber de novo decepcionou. Luan que entrou em seu lugar esteve muito melhor. A torcida está preocupada com vistas aos dois próximos jogos dos gremistas. A torcida é unânime em afirmar, desse jeito não dá. Ainda não está definida qual a equipe que vai para o Grenal. O time do Mabilia ou o do Enderson Moreira?.
DANÇA DOS TÉCNICOS
O Esportivo foi o segundo clube a trocar de técnico neste Gauchão. Demitiu Émerson Ávila e trouxe para o seu lugar o excelente Flávio Campos. O primeiro foi o São Luiz que trocou Beto Almeida por Mauro Ovelha.
LIBERTADORES
O Nacional de Montevidéu venceu o Oriente Petrolero por dois a zero e assim reverteu o placar do primeiro jogo. O Nacional será o primeiro adversário gremista na fase de grupos. O primeiro jogo será na próxima quinta feira lá no Uruguai. Posteriormente os comandados de Enderson Moreira jogarão com o Nacional da Colômbia no dia vinte e cinco de fevereiro na Arena e com o News Old Boys também na Arena no dia treze de março.
GRENAL DO SÉCULO
No dia doze de fevereiro de 1989 ocorreu um Grenal pela fase de quartas de final do Brasileirão daquele ano. O Inter venceu por dois a um, dois gols de Nilson. Marcos Vinicius descontou para o Grêmio. O Grêmio abriu o escore e com apenas dez homens, devido a expulsão de Casemiro, o Inter reverteu o placar. Os colorados, que eram treinados pelo Abel Braga, venceram com Taffarel; Luiz Carlos Winck, Aguirregaray, Nenê e Casemiro; Norberto, Leomir (Diego Aguirre), Luiz Carlos Martins; Mauricio (Norton), Nilson e Edu. O Grêmio, que era treinado pelo Rubens Minelli foi derrotado com Mazaropi; Alfinete, Trazante, Luiz Eduardo e Airton; Bonamigo, Cristovão e Cuca; Jorginho, Reinaldo (Marcos Vinicius) e Jorge Veras.Esse clássico, que passou para a história como o GRENAL DO SÉCULO, foi jogado no Beira Rio e teve a arbitragem de Arnaldo César Coelho, está completando vinte e cinco anos de sua realização nesta semana.

COMENTÁRIOS ()