Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017 |

Colunista


Espantando a Zebra


César Freitas


cesar.gfreitas@yahoo.com.br


GAUCHÃO I
Após a rodada do último fim de semana ocorreu significativa modificação entre os torcedores da dupla Grenal. Enquanto os gremistas estão ufanos com a boa vitória tricolor ante o Novo Hamburgo os colorados ficaram decepcionados com a derrota de sua equipe em Veranópolis. É bem verdade que os vermelhos jogaram com uma equipe mista, porém não deu para entender a razão de poupar os titulares, com um intervalo entre os jogos tão longos. Mesmo com a derrota o Inter segue líder disparado no Grupo A, só deixou de ser o único invicto do certame. Os seus seguidores são Brasil, Veranópolis e São José. No Grupo B o Grêmio lidera com bastante folga. O Cruzeiro, Passo Fundo e Novo Hamburgo vem a seguir.
GRÊMIO
Enderson Moreira acertou o time gremista. Com o aproveitamento de jovens como Luan, Dudu, Alan Ruiz e Maxi Rodriguez e com os bons desempenhos dos veteranos Edinho, Riveros e Ramiro a mecânica do meio de campo melhorou muito. Assim, o Grêmio tem acumulado importantes vitórias tanto no Gauchão e na Libertadores. No jogo com o Nacional da Colômbia o dilatado escore retrata bem o que foi a superioridade gremista. Novamente Luan foi o nome da equipe. O próximo jogo gremista pela Libertadores será no dia treze de março contra o Newell´s Olds Boys. Pelo Gauchão os tricolores vão enfrentar o São Paulo lá no estádio Aldo Dapuzzo, neste sábado. Noticia da última quarta feira. Bressan, Ramiro e Wendell estariam sendo negociados com o futebol europeu.
INTER
O Inter, além de perder a sua invencibilidade no Gauchão, decepcionou a sua torcida ao jogar com uma equipe desfigurada e ser derrotado pelo Veranópolis. É bem verdade que foi prejudicado pela arbitragem que deixou de marcar uma penalidade máxima a seu favor. Mas isso não justifica o mau resultado. Na última quarta feira o Inter voltou ao Beira Rio para enfrentar a boa equipe do Brasil. Na primeira etapa o Inter não jogou bem. Jogo de muito toque toque improdutivo com muitos erros de passes. Com essa lentidão levou pouco perigo a meta de Luiz Muller. No inicio da etapa complementar o Brasil voltou melhor e quase abriu o placar em duas oportunidades. A seguir o s colorados melhoraram e Wellington Paulista,num lance de oportunismo marcou o único gol da partida. Com a bola que está jogando, o Inter está novamente deixando a desejar.
PASSO FUNDO
Lamentavelmente o Passo Fundo foi punido com a perda de oito pontos por ter incluído o meia cancha Paulo Josué em dois jogos. Agora ficou com apenas cinco pontos e vai ter que lutar para não ser rebaixado. Ocorreu uma interpretação equivocada do regulamento do Gauchão.

DANÇA DOS TÉCNICOS
Foi grande o baile na última semana. Ocorreu na da menos de seis trocas. Foram elas: No Caxias Antonio Picoli cedeu seu lugar para o Beto Campos que estava no São José. Bem Hur Pereira que estava no Aimoré foi para o São José. Roger Machado, ex Grêmio foi para o Juventude, no lugar de Geraldo Delamore. Paulo Porto deixou o Pelotas cedendo seu lugar para o Luiz Carlos Barbieri. Finalmente o Agenor Piccinin no São Paulo foi substituído pelo Toquinho. Até agora oito clubes já trocaram de técnicos. E creio que ainda teremos mais....
LUIZ CARLOS
Faleceu em Porto Alegre no último dia treze o antigo goleiro do Renner e Inter Luiz Carlos. Ele foi reserva do Valdir Morais na conquista renista de 1954. Com o encerramento das atividades do clube teve uma rápida passagem pelo Inter em 1958. Posteriormente desapareceu do cenário esportivo gaúcho. Luiz Carlos foi um excelente arqueiro. O seu nome completo era Luiz Carlos Gomes Peres e estava com setenta e nove anos de idade.
FERRO CARRIL – 98 ANOS
O Esporte Clube Ferro Carril, de Uruguaiana é o clube gaúcho aniversariante desta semana. Como foi fundado no dia primeiro de março de 1916, está completando expressivos noventa e oito anos de vida esportiva.Lamentavelmente há vários anos está licenciado das atividades esportivas oficiais.
AIMORÉ VENCE
No dia quatro de março de 1989 o Aimoré derrotou o Grêmio pelo escore mínimo, gol marcado pelo Joel Marcos. O Aimoré venceu com Dagoberto; Amaral, Amarildo, Hermes e Gilmar Barbosa; Joel Marcos, Muller e Edmilson (Quinho), Tonico ( Daniel), Nildo e Dido. O técnico capilé era Carlos Froner. A equipe gremista, que era orientada pelo Rubens Minelli foi derrotada jogando com Mazaropi; Fábio, Astengo, Luiz Eduardo e Clausemir; Bonamigo, Cuca e Sérginho ( Reinaldo Xavier); Jorginho, Marcus Vinicius e Zé Roberto. Fo árbitro desse jogo, que está completando vinte e cinco anos de sua realização nesta semana e teve como palco o gramado do estádio Olímpico, Paulo Serafim.

COMENTÁRIOS ()