Sábado, 16 de Dezembro de 2017 |

Colunista


Espantando a Zebra


César Freitas


cesar.gfreitas@yahoo.com.br


BEIRA RIO I
A reinauguração do Beira Rio foi o fato que marcou o último fim de semana. Emocionou o torcedor colorado. Os festejos do último sábado certamente vão ficar retidos na memória de todos que lá compareceram ou que tiveram oportunidade de assistir o espetáculo pela TV. Foi a oportunidade da torcida rever antigos ídolos como Falcão, Figueroa, Valdomiro, Claudiomiro e muitos outros.
BEIRA RIO II
O jogo com o Penharol mostrou um Inter bem articulado, mas muito cuidadoso, não se expondo muito em choques físicos. D´Alessandro passou pra a história do estádio ao marcar os dois primeiros gols do jogo reinaugural. Foram dois gols de bola parada. Um de falta magistralmente cobrada e o outro de penalte. Os uruguaios que são treinados pelo Fossatti, antigo técnico colorado, veio com uma equipe mista. Na etapa complementar ambas as equipes atuaram com reservas empobrecendo muito o espetáculo esportivo.
GRENAL
Neste domingo teremos um Grenal sensacional. O Inter, que detém o mando de campo, em função do último clássico, é o favorito. O que ainda não está definido é o local do jogo. Será no Beira Rio ou no Centenário em Caxias do Sul?
GRÊMIO
Luan foi a grande baixa no elenco gremista. Com a fratura na mão ficará afastado dos gramados cerca de trinta dias. Portanto não jogou contra o Nacional de Montevidéu e também estará ausente no Grenal. A equipe tricolor se ressente muito da sua falta.
INTER
Os comandados de Abel Braga estão tranqüilos para o clássico de domingo. Dos titulares apenas Juan deverá estar ausente. Ernando está lhe substituindo bem.
NACIONAL – 77 ANOS
O Nacional Atlético Clube, de Porto Alegre se ainda estivesse em atividade estaria ficando mais velho nesta semana. Fundado no dia dezesseis de abril de 1937 o “Ferrinho” como era carinhosamente chamado pela sua torcida, estaria completando setenta e sete anos de vida esportiva. Lamentavelmente em 1957 cessou suas atividades. O seu campo de jogo era o estádio da Chácara das Camélhas, que se localizava na av. José de Alencar, onde hoje temos um grande super mercado.
INTER GOLEIA
Quando da inauguração do estádio Gigante da Beira Rio, o Inter promoveu um grande festival de jogos. Participaram a Seleção Brasileira, Benfica, Seleção da Hungria e Grêmio além Inter é claro. Foram vários interessantes jogos. No dia treze de abril de 1969 o Inter goleou o Penharol por quatro a zero. Claudiomiro dois, Sérgio e Dorinho foram os artilheiros colorados. O Inter jogou com Gainete; Lauricio, Valmir Louruz, Pontes e Sadi; Tovar e Dorinho; Valdomiro, Sérgio, Claudiomiro e Gilson Porto (Urruzmendi). O Penharol foi goleado com Mazurkiewski; Forlan, Figueroa, Matosas e Caetano; Viera (Abadie) e Pedro Rocha; Cortes, Onega, Spencer e Joya. Vejam como o Penharol na época era um time muito mais qualificado do que o atual. Foi árbitro desse histórico jogo que está completando quarenta e cinco anos de sua realização nesta semana José Cavalheiro de Morais.

COMENTÁRIOS ()