Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


2016 acaba triste

O ano que se encerra foi marcado por mudanças em diversas áreas do cenário estadual e nacional, com uma enorme quantidade de problemas, acidentes e catástrofes, com inúmeras mortes estúpidas acontecendo ao nosso redor.

O impeachment de Dilma Rousseff e a posse de Michel Temer foram dois fatos marcantes, o primeiro por tirar uma presidente por improbidade administrativa e o segundo por colocar na presidência um político que vem sendo acusado de corrupção.

Houve inúmeras prisões de políticos devido à Operação Lava-Jato, sendo a mais emblemática a do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que conduziu a votação do impeachment de Dilma, com inúmeras acusações de corrupção, durante o processo.

Por nossos pagos o atraso salarial do funcionalismo virou rotina, assim como o crescimento dos índices de violência, falta de vagas nos presídios, delegacias lotadas e viaturas transformadas em celas, num cenário de caos no sistema de segurança de nosso Estado.

Os inúmeros mortos nos confrontos e durante os crimes foi uma constante, com tiroteios nas ruas, execuções e esquartejamentos, com assassinatos de inúmeros cidadãos indefesos e de alguns policiais.

No futebol tivemos a inédita medalha de ouro na Olimpíada, uma alegria pelo título do Grêmio na Copa do Brasil e uma tristeza com o rebaixamento do Inter, mas o pior de tudo foi o acidente aéreo da Chapecoense, que dizimou a equipe catarinense e enlutou o futebol mundial.

Chegamos ao fim de dezembro com uma onde de demissões no Estado, com extinção de estruturas públicas, um atraso no pagamento do 13º salário de servidores estaduais e de diversos municípios, o que impacta a vida de milhares de famílias, sem contar a queda da arrecadação e derrocada da economia brasileira.

Aguardamos 2017 com esperanças renovadas de que seja um ano mais alegre e próspero do que 2016 que se encerra coberto de muita tristeza e que, pelo menos para mim, acaba sem deixar saudades.

COMENTÁRIOS ()