Terça-Feira, 19 de Setembro de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


VOLTA ÀS AULAS

Mais de dois milhões de alunos voltaram às aulas neste final de fevereiro, em mais de duas mil escolas, trazendo à tona as condições inadequadas de muitos destes prédios.
Manter a estrutura física dos espaços escolares não é uma tarefa fácil, levando-se em conta que muitos prédios são antigos, com seus sistemas elétricos e hidráulicos inadequados à demanda do aumento de alunos e de novas tecnologias.
Num universo de tantas escolas, a readequação de todos os espaços leva tempo, pois muitas estruturas estão comprometidas, por muitos anos de descaso com manutenção e construídas com projetos arquitetônicos defasados, são salas pequenas, sem ventilação e espaços de convivência reduzidos para o número de alunos.
Não se fala dos investimentos em construção e reformas pelo poder público, nem das muitas escolas que estão bem mantidas, dos prédios onde tudo funciona bem, de professores dedicados que trabalham muito além do tempo em sala de aula, preparando aulas e pesquisando para fazer que os alunos tenham um ensino melhor.
Nem se comenta das muitas capacitações que acontecem nas noites e finais de semana, do empenho de direções, professores e comunidades que, com criatividade, conseguem resolver pequenos problemas.
As licitações são processos demorados e burocráticos, as empresas contratadas não fazem o previsto em contratos, mas depois de entregarem as obras, isentam-se de retornar. Recorrer à ação judicial acontece em muitos casos, com demora na solução dos problemas.
Voltar às aulas é um momento prazeroso e deve ser festejado por todos. Os pais devem incentivar os filhos para a escola e criar um clima favorável para o ensino. Os professores tem que mostrar afeto para receber seus alunos.
As equipes técnicas das escolas tem que dar condições para profissionais e estudantes, criando um clima de convivência e de apoio para a resolução de problemas.
Aos governos cabe: destinar verbas para a educação, melhorar os espaços físicos das escolas e valorizar os profissionais da educação.
Educação não se faz somente com prédios, mas com seres humanos.

COMENTÁRIOS ()