Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


No último final de semana tivemos notícia de que uma criança de 11 anos e um adolescente de 13 anos pegaram o carro do avô e foram de Sapiranga até Tramandaí, permanecendo por um dia numa pousada, comendo salgadinhos e refrigerantes, custeados pelo valor de 850 reais que furtaram do pai de um deles.
A aventura acabou quando o veículo em que estavam foi abordado por uma viatura da polícia rodoviária, após terem fugido de outras viaturas, enquanto os parentes tinham registrado o desaparecimento dos meninos.
O que chama a atenção é a informação de que o avô deu a chave do carro para lavarem ou manobrarem o veículo, mas pelo jeito não informou os demais familiares, além disto, o pai não se deu conta do desaparecimento do dinheiro. Segundo os familiares os meninos estariam traumatizados por tudo que aconteceu e agora serão vigiados com mais atenção
Fica a impressão de que todos os fatos aconteceram e os responsáveis não conversaram entre si, ficando os meninos afastados de suas casas por dois dias, viajando num veículo, dormindo numa pousada, que aceitou a entrada de menores sem os responsáveis, tudo culminando com a responsabilização dos pais e devendo os meninos prestar serviço comunitário.
Alerto aos pais ou responsáveis para que prestem atenção nos movimentos de seus filhos, observem atitudes, cuidem dos detalhes, conversem com os outros membros da família, formando uma rede de proteção aos filhos na difícil jornada de viver com segurança.

COMENTÁRIOS ()