Terça-Feira, 25 de Julho de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


PORTO ALEGRE É DE MENOS!!!!
A Copa do Mundo chegará, em poucos dias, a Porto Alegre, trazendo milhares de turistas de diversos países. Será bom que não sejam dias nublados ou com chuva, nestas condições os aviões talvez não pousem no Aeroporto Salgado Filho, pois não sabemos se o sistema antineblina funcionará corretamente.
Por um dos acessos rodoviários os turistas poderão ficar trancados na Freeway e serão recebidos por um muro de concreto e um cais do porto abandonado que não se transformou no espaço cultural e gastronômico prometido para o evento. Pela avenida Farrapos terão cavaletes e desvios.
A Rodoviária não recebeu melhorias em suas estruturas e nos seus acessos, muitos táxis não terão equipamento para receber pagamento em cartões, aliada à dificuldade de comunicação em outras línguas.
O entorno do Beira-Rio poderá ser concluído, mas para quem precisar trafegar pela cidade nos dias de jogos, a avenida Tronco não foi duplicada para melhorar o trânsito desviado da área do estádio, muitos dos viadutos e outras obras viárias não serão concluídas, sem novas alternativas para um melhor fluxo do trânsito.
Temos um Mercado Público em reformas e as principais avenidas em obras nos seus corredores de ônibus, os quais não resolverão o problema do transporte coletivo em Porto Alegre.
Não teremos metrô, pois não há interesse dos grupos que dominam o transporte público. Este chega à Copa sem nenhum tipo de informação para estrangeiros, nem nos veículos e nem nas paradas de ônibus. Se para os moradores é difícil encontrar orientações, imaginem para quem não entende nosso idioma.
Mas ainda temos nossos prédios pichados e nossas calçadas irregulares, nossas ruas sem identificação, nossos monumentos e praças apresentando toda sorte de depredação para receber nossos turistas.
No apoio ao evento os campos de treinamentos serão o Estádio Olímpico, um esqueleto em obras, abandonado a mais de dois anos e a Arena, com seus problemas de acesso e entorno inacabado.
Tivemos tanta ilusão de que teríamos uma cidade melhor para a Copa, com tantas promessas que não se tornaram realidade, resta-nos acreditar que simpatia e hospitalidade de um Acampamento Farroupilha temporão e um estádio adequado para receber cinco jogos compensem todos os nossos problemas estruturais.
Quem sabe todos que nos visitem possam dizer: Porto Alegre é demais!

COMENTÁRIOS ()