Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Na visão de Bolsonaro existem mulheres que merecem ser estupradas, enquanto outras, como sua colega Maria do Rosário, segundo a percepção dele, por ser “feia” não teria o “privilégio” de ser estuprada por ele. Assim foram categorizadas as mulheres, as que merecem e aquelas que não merecem ser estupradas.
Parece ser desconhecimento do parlamentar que estupradores não escolhem suas vítimas por atributos físicos, mas para saciar sua vontade de violentar e maltratar mulheres, seja por terem sofrido violências sexuais por mulheres ou por algum distúrbio relacionado a mães ou cuidadoras, que resultam em atos violentos contra outras mulheres semelhantes às abusadoras sexuais, ou ainda por terem alguma disfunção e só atingirem o prazer se fizerem suas parceiras sofrerem durante o ato sexual.
Mas será verdade que existem mulheres que merecem ser estupradas? Na visão machista da sociedade, talvez aquelas mulheres que provocam os homens com suas roupas minúsculas e insinuações de liberalidade sexual, tentando os “inocentes” homens, que não resistem ao apelo e se deixam dominar pelo instinto animal e vem a abusar sexualmente destas “depravadas”.
Talvez esta mesma sociedade entenda que mulheres com corpos perfeitos e rostos bonitos provocam os machos e desafiam as outras mulheres com sua forma devam ser estupradas, pois seriam uma ameaça às famílias e bons costumes desta sociedade.
Assim deve pensar Bolsonaro, que descartou estuprar Maria do Rosário, mas se fosse uma mulher com os padrões exigidos por ele para ser estuprada, poderia ser abusada, sem nenhum problema, pois estaria atuando dentro da imunidade parlamentar, um deputado provocado por uma linda mulher.
Infelizmente existem muitos outros “bolsonaros” por aí, tanto homens e mulheres que entendem serem as mulheres o problema e não os homens com desvios psicológicos e patologias sexuais, os quais se tornam isentos de culpa, pois são vítimas das mulheres que se oferecem para o estupro.

COMENTÁRIOS ()