Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


O Grêmio continua com dois estádios em Porto Alegre: o Olímpico agonizando na Azenha, com suas estruturas expostas, mas que continua com vida, parece respirar por aparelhos, cada vez que passamos nas redondezas visualizamos ainda o velho estádio imponente com as cores tricolores.
O estádio está lá, meio abandonado ocupando uma quadra inteira de uma região nobre da cidade, que acredito ter um valor imobiliário muito elevado, porém parece que na negociação para a construção da Arena este foi subvalorizado, entrando com um valor de 80 milhões, segundo noticiado, porém muito menor do que vale a área do entorno.
Recordo também que, na época da construção da Arena, falava-se do custo de manutenção do Olímpico que girava em torno de um milhão por mês, o que, segundo os defensores da troca de estádio, seria um desperdício.
A Arena foi inaugurada em dezembro de 2012, no apagar da gestão de Paulo Odone, ainda inacabada, com muitos problemas estruturais, inclusive acontecendo um acidente, com alguns feridos, havendo necessidade de interdição do estádio para ajustes naquela área.
Em 2013 Fábio Koff assumiu afirmando que o negócio foi ruim para o Grêmio, falando pela primeira vez em comprar a Arena, conseguindo mudar o contrato com a OAS, criando um percentual sobre as futuras construções na área do Olímpico, além da diminuição dos repasses à construtora.
Até agora o negócio continua nebuloso, os valores envolvidos não foram divulgados, quanto o Grêmio já repassou para a OAS, que agora está envolvida no escândalo da Petrobrás, falando-se inclusive em falência.
Surge uma proposta do Grêmio para ser dono da Arena, pagando, a partir de 2016, 24 milhões de reais por mês durante 6 anos e depois mais 14 anos pagando 16 milhões de reais ao mês, totalizando mais de 400 milhões de reais para a OAS.
Assim o Grêmio deixou de gastar um milhão por mês para manter o Olímpico e vai pagar, a partir de 2016, caso o negócio prospere, 24 milhões, assim fica difícil entender a negociação.
Aguardemos os próximos capítulos desta novela.

COMENTÁRIOS ()