Terça-Feira, 28 de Março de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Chuvas que não param
Novamente estamos enfrentando um tempo de chuvas no Rio Grande do Sul, nossas cidades estão sendo castigadas por temporais, com diversos problemas para a vida das populações. Muitos desastres com quedas de árvores e postes estão acontecendo, numa sequencia do que já aconteceu nos meses anteriores.
A Defesa Civil ainda tenta minimizar os estragos com empréstimos de lonas para cobrir casas destelhadas, entregando roupas e agasalhos para as famílias que estão desabrigadas em muitos municípios, aguardando liberação de verbas para os prejuízos dos períodos anteriores para consertos e manutenção de prédios públicos que foram danificados.
As populações que vivem às margens dos rios e arroios novamente estão correndo para lugares mais altos e distantes do avanço das águas, que com este acúmulo de chuvas tende a prejudicar mais pessoas no decorrer do mês de outubro.
Os casos de doenças decorrentes destas chuvas têm aumentado significativamente, com muitas pessoas sendo encaminhadas para atendimento de gripes e infecções pulmonares, além de inúmeros casos de acidentes durante deslocamentos dentro das águas que invadiram as cidades.
Não estamos preparados para enfrentar calamidades públicas envolvendo invasão de águas nas cidades, principalmente por inadequação do planejamento urbano, quando são permitidas construções nas margens dos rios, em locais inadequados para a instalação de moradias, com constantes retiradas e novas invasões, principalmente por defasagem em número de moradias para novos habitantes das cidades.
No quesito de construção de diques e barragens para contenção de águas também estamos despreparados, as obras arrastam-se por anos, sem uma solução, sendo que às vezes, quando acontecem já não resolvem o problema, pois houve modificação das necessidades das cidades.
Resta à população enfrentar este período de chuvas com paciência, aguardando que não dure muitos dias esta situação que prejudica todas as atividades, pois fica difícil encarar uma jornada de trabalho tendo de enfrentar a umidade nas roupas e nos calçados.

COMENTÁRIOS ()