Domingo, 28 de Maio de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Lógica de Guerra

A guerra acompanha o ser humano desde os mais remotos tempos, quando tribos rivais começaram a combater pela conquista de espaços e de riquezas, ou mesmo para subjugar outras tribos e escravizar os derrotados, para trabalharem para os vitoriosos.

Com o advento da flecha e do cavalo, houve um evidente aumento da violência entre as nações, com conquistadores querendo dominar o mundo pela força de seus exércitos, depois com a descoberta da pólvora e todo o aparato bélico decorrente, as guerras tiveram mais vítimas e dominação dos povos que não conheciam tal técnica.

Posteriormente, com a invenção do avião, dos tanques e outros veículos militares, houve a expansão das guerras, em nível global, com o acontecimento de dois conflitos mundiais, ambos com milhões de vítimas e destruição de diversos países.

Atualmente vemos diversas guerras locais, que surgem pelos mais diversos motivos e dois países, sejam quais forem, poderão em algum momento entrar em guerra por alguma circunstância que envolva os interesses das duas nações.

As causas podem ser sociais, étnicas, religiosas, econômicas ou por disputa de territórios ou riquezas, sendo que as ações bélicas são financiadas por grupos que tem interesse na venda de armamento e custeio dos conflitos, com negócios envolvendo veículos, combustíveis, uniformes e equipamentos, evidentemente com lucros para estes grupos.

A indústria bélica necessita de compradores, os quais só existirão em quantidade lucrativa, com a existência de guerras e conflitos, em diversos pontos do planeta.

Os agentes econômicos são os que mais lucram com estas tragédias, pois tem lucros antes dos conflitos, através de empréstimos para a aquisição dos materiais bélicos, durante o desenrolar das guerras, para o funcionamento das máquinas bélicas das nações envolvidas e depois na reconstrução dos países destruídos em consequência dos bombardeios e batalhas.

Assim sempre assistiremos grupos rivais disputando guerras em nosso mundo, pelos mais diversos motivos e circunstâncias, com reflexos globais, pois uma guerra sempre repercute em outras áreas, além daquelas que são o cenário dos conflitos.

COMENTÁRIOS ()