Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017 |

Colunista


Falando de Segurança


Paulo Franquilin


franquilin.pc@gmail.com


Previsão de batalhas

Os recentes episódios envolvendo o ex-presidente Lula e os desdobramentos dos discursos inflamados, sobre o que aconteceu, reacenderam a chama da disputa política nas ruas, entre grupos de apoio e contrários às investigações de corrupção no Brasil.

Domingo, 13 de março, estão previstas manifestações de ambos os lados, ao mesmo tempo em diversas cidades brasileiras, acirrando os enfrentamentos entre oposição e situação, que vem acontecendo com brigas em muitos eventos, envolvendo os integrantes dos dois grupos.

O resultado das eleições de 2014 parece não ter sido aceito pelos derrotados, enquanto os vencedores entendem que, constatadas irregularidades, não podem deixar seus cargos, nem serem contestados em suas atitudes.

As investigações sobre casos de corrupção tem gerado combustível para esses enfrentamentos, pois os resultados são comemorados pela oposição e contestados pelos apoiadores do governo federal.

Agora a chamada feita por Lula para seus apoiadores saírem às ruas e defendam suas ideias encontrou eco nos líderes da oposição que chamam seus simpatizantes a fazerem o mesmo.
Teremos dois movimentos opostos nos mesmos espaços, ambos entendendo estarem certos nas suas convicções, dispostos a vencer os outros usando, inclusive a força para derrotar os adversários nestes embates.

Toda essa situação é perigosa, há muita raiva no ar, um ódio nascido da pressão dos líderes, os quais querem o poder e utilizam suas legiões para criarem manifestações que tenham repercussão midiática.

A maioria da população parece assistir todo esse movimento político com preocupação, pois os desdobramentos disto vão refletir na vida e na economia brasileira, esperando que sejam devidamente esclarecidas todas as denúncias de corrupção neste país.

Esperamos que não tenhamos batalhas campais no dia 13 de março, mas apenas manifestações pacíficas e democráticas, com respeito recíproco entre os dois grupos que vão às ruas no domingo.

COMENTÁRIOS ()