Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018 |

Colunista


Tradição e Cultura


Valdemar Engroff


gaucho.valdemar@pop.com.br


Chasque dos Vigilantes Comunitários

A gente custa a aprender lições ao longo de nossas vidas, já dizia meu falecido pai: “filho, esperteza é tirar lição do tombo dos outro e não tombar”. Com essa frase do meu querido velho, eu, Alex Steffani, venho hoje pedir um minuto da atenção de todos vocês que estão lendo esse post (chasque). Não foram poucas as grosserias e cusparadas que tomei desde que começamos esse trabalho voluntário nos vigilantes e hoje vejo inclusive voluntários nossos sofrendo o mesmo tipo de repreensão de uma minoria inerte e acéfala que o bairro possui. Quero dizer a todos meus amigos que aprendemos o caminho das conquistas, aprendemos o caminho da lei do retorno, aprendemos que transparência é dever e não favor. Aprendemos que quando falamos baixo, as pessoas se aproximam para escutar melhor. Aprendemos que confiança não se ganha, se conquista, e tudo isso que nós os Vigilantes estamos proporcionando de retorno ao bairro não existiria sem uma palavra: “BASE”. A nossa base é forte e rígida. Não ouvimos o NÃO. Não sabemos oque é desistir. Não provamos o gosto amargo de ver o vizinho cortar grama da praça e não ajudar. Não provamos do gosto podre da fofoca e do mimimi. Não provamos da falta de hombridade de esperar pelos outros. Enfim, nossa base é o começo de tudo. É o alicerce das nossas construções. Falem o que quiserem dos Vigilantes. Só não falem que não fizemos história em terra de ninguém. Em breve câmeras operando. Este é um chasque do líder dos Vigilantes Comunitários, Senhor Alex Steffani.
Vigilantes Comunitários é um grupo de segurança preventiva, que se criou nos bairros Jardim Algarve, Porto Verde e imediações. Para fazer parte, procure os Vigilantes Comunitários no Sítio Facebook.

Primeiro Seminário Tradicionalista

As prendas e peões do CTG Sentinelas do Pago estão organizando e será realizado no dia 05 de janeiro do ano vindouro o Primeiro Seminário Tradicionalista. Na programação, às 20h – recepção e credenciamento; às 20h15min – abertura oficial; às 20h30min – palestra com o Presidente do MTG, Senhor Nairo Callegaro, onde abordará “51 anos do MTG e sua contribuição para a comunidade”. O CTG fica na Rua Porto Alegre, 216, no bairro Maria Regina.

Domingueira de verão

O CTG Gomes Jardim, vai realizar no dia 07 de janeiro, das 20h30min até a meia noite, grande domingueira. Na animação Joca Martins, João Luiz Correa e grupo Campeirismo. O CTG fica na Rua Santa Maria, bairro Bom Fim Velho, em Guaíba.

66º Congresso Tradicionalista Gaúcho

Como é de praxe a cada início do ano, o calendário tradicionalista nos leva a uma cidade do interior do Rio Grande para a realização do Congresso Tradicionalista. E em 2018, São Jerônimo – 2ª Região Tradicionalista, abrirá as porteiras para os tradicionalistas, pois vai sediar a 66ª edição, de um evento que nasceu em Santa Maria / RS, no ano de 1954 (que contou com 38 centros de tradições gaúchos presentes). O evento será realizado nos dias 12, 13 e 14 de janeiro, no Ginásio Municipal de Esportes do município.

O Congresso é o maior evento administrativo do Movimento, que reúne as entidades tradicionalistas filiadas, espalhadas pelas trinta regiões tradicionalistas em todo o nosso Estado, que tem por objetivo traçar as diretrizes, rumos e princípios do Movimento para o ano que se inicia, propiciando o debate e a divulgação de ideias, trabalhos, pesquisas, sugestões, teses e temas da área tradicionalista e também a escolha via eleição de nova patronagem (diretoria) para o ano.

COMENTÁRIOS ()