Sábado, 25 de Março de 2017 |

Colunista


Tradição e Cultura


Valdemar Engroff


gaucho.valdemar@pop.com.br


LANÇAMENTO DO CD CAMPEIRO E APAIXONADO
Bueno! Rogério Klippel, grande músico de Alvorada te convida para participar no dia 06 de abril, no galpão do CTG Bento Gonçalves da Silva, do grande espetáculo de lançamento do seu CD solo “Campeiro e Apaixonado”. O evento será apadrinhado com um grande baile gaúcho que vai ser animado pelo Grupo Querência Missioneira – grupo que teve recentemente o Rogério como vocalista. O evento vai acontecer no galpão do CTG Bento Gonçalves da Silva, na Rua Viamão, 1249. Compre seu ingresso na loja Q’Tal Tchê Pilchas, na Av. Getúlio Vargas, em Alvorada/RS.
ACADEMIA DE DANÇAS ALMA CRIOULA
Bueno! A patronagem do CTG Vaqueanos da Tradição e a Academia de Danças Alma Crioula de Alvorada, capitaneada por Marcelo Otto e Claudia, te convidam para participar do curso de danças gaúchas de salão a partir do dia 02 de abril, com seguimento nas terças-feiras, no novo galpão do CTG, na Rua Caio Brandão de Melo, 250, no bairro Humaitá, em Porto Alegre. Contatos com os instrutores pelos fones (51) 3442-3260 ou (51) 8406-8566. As inscrições continuam abertas.
1º ENCONTRO CAMPEIRO TCHÊ PIÁ
Bueno gauchada amiga! No dia 14 de abril, nas dependências campeiras do CTG Amaranto Pereira, será realizado o maior evento de integração, promovido por todas as entidades tradicionalistas da cidade – CTGs e Piquetes. O objetivo do evento é arrecadação financeira para podermos implantar os sistemas de segurança exigidos pelo Corpo de Bombeiros, em todas as entidades tradicionalistas locais, para que as funcionem na sua plenitude e dentro das regras.
Será um dia de campo com temática campeira e esportes tradicionalistas para a gurizada (crianças e adolescentes até 15 anos), juntamente com o final de mais uma edição da Cavalgada Feminina de Alvorada, cuja concentração será no Piquete Parceiros da Tradição, onde será servido um macanudo café para todas as prendas.
O CTG Amaranto Pereira fica na Rua Celso Lemes da Silva, 520, no Jardim Algarve, em Alvorada / RS.
CTG GILDO DE FREITAS
Bueno! A patronagem do CTG Gildo de Freitas boleia a perna e te convida para o grande baile que será realizado no dia 06 de abril. A animação será por conta do Grupo Marca de Campo. Contatos com Marta Machado pelo fone (51) 9601-9651. O CTG fica na Av. Abel Gamal Nasser, 340, no Parque dos Maias, em Porto Alegre/RS.
A JUSTIÇA TARDA, MAS NÃO FALHA
Vivi por algum tempo no meio da música de baile, no tempo em que vaneira era vaneira, bugio era bugio, e estava acontecendo uma mudança no meio musical, principalmente com a entrada do Tchê music onde os grupos investiam em sons potentes, luz, gelo seco, ônibus maior para carregar tanta "parafernália". Quando ia fechar algum contrato com os CTGs sempre a mesma pergunta, por parte dos contratantes: qual o ônibus de vocês? Que som vocês usam? Vocês têm luzes? Báh! Não dá, tu viu o que os Nativos têm? O Tchê Garotos? O Tchê Barbaridade? Grupos que eram referência para esse novo meio musical.
Pois é, a verdade tarda, mas não falha. Acabo de ver que mais um CTG pode fechar por problema de acústica; Mas foram eles, os CTGs, que exigiam essa parafernália para poder tocar em seus luxuosos Centros de Tradições, onde a falta de capacidade de seus administradores, vendiam a música e não o evento. Vendiam a estampa de um grupo e não a qualidade musical.
E assim fez com que os CTGs, hoje quebrados, ficassem para traz, enquanto os grupos, investem em mais parafernália de Led, mouvies, trilistes, sons potentes, os pobres e falidos CTGs podem fechar as portas por problemas de acústica.
Muitos grupos bons acabaram, por não se adequar ao modernismo implantado, e agora será que terá gente dançando ao som de gaita e violão?
A justiça tarda, mas não falha! (justiça Divina, é claro). Fonte! Chasque de Paulo Ricardo Costa, no seu sítio Entre Mates e Guitarras, no dia 20/03/2013: http://www.entremateseguitarra.blogspot.com.br
Nossa opinião! Não somos músicos como o autor do chasque. Já pertencemos a patronagens, conselhos, naquela época do surgimento do tchê music dentro dos CTGs.
Nada contra os tchê music, mas o lugar deles é LONGE DO CTG (na minha visão). Concordo plenamente com o chasque acima, pois muita gente contratou grupos como os citados "para forrar o poncho" e muitas vezes se ia o próprio poncho...

COMENTÁRIOS ()