Tera-Feira, 06 de Dezembro de 2022 |

Colunista


Tradição e Cultura


Valdemar Engroff


gaucho.valdemar@pop.com.br


CAPITAL NACIONAL DO CHURRASCO

A cidade de Lagoa Vermelha, na região dos Campos de Cima da Serra, foi oficialmente declarada como a capital nacional do churrasco. O projeto de lei que confere esse título ao município foi sancionado pelo presidente, Jair Bolsonaro, e publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1).

Desde 2019, a cidade já era considerada como como a cidade gaúcha referência no prato típico do Rio Grande do Sul, oficializada por lei estadual. O ato foi um reconhecimento ao modo pioneiro do lagoense de se expressar, através da culinária dos assados, evidenciada na Festa Nacional do Churrasco, realizada a cada dois anos, desde 1983. Assim, por causa do forte vínculo com a pecuária e favorecida posição geográfica, pela tradição e peculiaridade do povo lagoense, e por se tratar de um elemento cultural e fundamental à economia da região, o churrasco simboliza parte da história do município.

Em 2014, esse conhecimento do lagoense no preparo de assados resultou em uma ação conjunta no município, para a promoção de um curso de extensão universitária: "A arte e o segredo no preparo do tradicional churrasco de Lagoa Vermelha. O melhor churrasco do Brasil". A iniciativa envolveu o Instituto de Desenvolvimento do Alto Uruguai, campus Passo Fundo, o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Alexandre Pato (responsável pela realização da Festa Nacional do Churrasco e Comida Campeira) e a Associação Brasileira de Criadores de Devon. Fonte! Jornal Cidades, encartado na edição do dia 02 de dezembro de 2021 do Jornal do Comércio de Porto Alegre (RS).

PRIMEIRO CTG DO MUNDO

O 35 CTG programou para o dia 08 de janeiro do ano vindouro, um grande baile que será no dia 08, tendo na animação o grupo Os Gaúchos Lá de Fora. Valor do ingresso por apenas R$ 25,00 por pessoa e mesa para quatro pessoas por apenas R$ 20,00. Informações com o meu amigo Caio pelo fone waths (51) 984.433.262. O 35 CTG fica na Av. Ipiranga, 5300, em Porto Alegre.

COMO SURGIU A CALIFÓRNIA DA CANÇÃO NATIVA

A Califórnia da Canção Nativa é um evento artístico musical que ocorre no Rio Grande do Sul desde 1971, considerada patrimônio cultural do Estado, sendo modelo de divulgação da música regional gaúcha.

O evento surgiu em 1971 em meio aos anos de chumbo, reunindo as mais diversas variações musicais nativas do Rio Grande do Sul organizada pelo CTG Sinuelo do Pago e prefeitura municipal, ambos de Uruguaiana. Inicialmente, sua primeira edição não teve tanta repercussão, porém, algumas edições tiveram mais de 60 mil pessoas e atualmente é o maior evento cultural regional do Brasil.

Conforme Cícero Galeno Lopes, em artigo publicado no livro RS índio: cartografia sobre a produção do conhecimento, Leopoldo Rassier pealou a censura ao cantar a música Tema de marcação, (poema de Luiz Coronel musicado por Marco Aurélio Vasconcellos), no festival de 1975, através de uma ambiguidade entre dois personagens históricos: o lunar de Sepé Tiaraju e a estrela de Che Guevara, já que ambos lutaram por liberdade, tinham "uma estrela na testa" e foram "pra baixo desse chão". Além de Rassier (que compunha militância no Partido Comunista Brasileiro), diversos membros do movimento nativista gaúcho posicionavam-se na esquerda e compunham letras de crítica a ditadura militar. Fonte! https://pt.wikipedia.org/

COMENTÁRIOS ()