Sbado, 26 de Novembro de 2022 |

Colunista


Tradição e Cultura


Valdemar Engroff


gaucho.valdemar@pop.com.br


HÁ DEZ ANOS PUBLICAMOS.... O PARABÉNS CRIOULO

Umas das coisas notáveis do ser gaúcho é buscar personalização de costumes que se aquerenciam aqui, ou seja, mania de dar jeito gaúcho ao que vem de fora. Foi assim com a música, com a dança e outros costumes, como a missa que antes só se rezava em latim.

Foi aqui no Sul que o Padre Paulo Aripe, gaúcho de quatro costados, encilhou seu pingo, foi ao vaticano e cancheou o Papa, que lhe concedeu autorização para rezar a missa a moda gaúcha, oficializando assim a Missa Crioula, que ele por conta própria já rezava de quando em vez nos CTGs e acabou sendo aderida pela Igreja Católica a rezar nos templos, influenciando todos os credos a fazerem o mesmo, tendo assim seus cultos crioulos.

Logo depois dessa conquista do padre Paulo Aripe, que já mateia no céu perto de Deus, os negros norte-americanos foram ao PAPA pedir a mesma licença para realizarem suas missas carismáticas que viraram atração turística nos Estados Unidos. Mas foi o padre gaúcho de Uruguaiana que na década de 1970 – primeiro mexeu na liturgia milenar católica, tanto que logo o vaticano acabou ordenando que as missas não fossem mais rezadas em latim e sim, no idioma dos países onde a igreja se encontrara.

Mas não paremos por aí. A mania de se agauchar tudo que não é nativo e aquerenciado aqui, antes da Missa Crioula, teve o Parabéns Crioulo!

Na segunda década de 1900, o mundo ocidental passou a se alegrar nos dias de aniversário de seus familiares em festas intimas, interpretando em coro o conhecido "Happy Birthday to You" de Robert Coleman, que parodiou a música criada em 1893, pelas professoras Mildred e Patricia Smith Hill de Kentucky - EUA. No Brasil, em 1942 a paulista Bertha de Mello, compôs a letra do nosso Parabéns a Você, abrasileirando o canto dos norte-americanos.

Mas para os gaúchos isso era pouco, tanto que em 1958, dois qüeras, um de General Câmara – chamado Eleu Salvador e outro de Bagé – chamado Dimas Costa, resolveram compor o Parabéns Crioulo, que felizmente hoje é cantado em todas as festas de aniversário de gaúcho em qualquer querência, acolherado no Parabéns a Você, norte-americano, abrasileirado.

Sinceramente eu acho isso magnífico, traduzir ao seu ambiente um costume estrangeiro que é muito diferente de copiar, nesse caso é nacionalizar um costume mundial, afinal todos um dia nascemos e precisamos lembrar disso por várias razões, sócio, econômicas e políticas, mas sobre tudo para passarmos uma régua na consciência e medir o que de bom realizamos na vida a cada ano que passa e mais, para resgatarmos o que de errado fizemos no passado, a termos um destino feliz.

E nesse momento, vamos cultuar a memória dos compositores do Parabéns Crioulo, da música – Dimas Costa (radialista, poeta, escritor e ator bajeense) que estaria de aniversário no dia 20 de janeiro e do autor da letra – Eleu Salvador, (compositor, ator e locutor dublador de filmes), falecido em 10 de agosto de 2007. Chasque de Dorotéo Fagundes, publicado em 18 de janeiro de 2012 no Sítio do Gaúcho Taura – www.sitiodogauchotaura.blogspot.com.

COMENTÁRIOS ()