Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017 |

Colunista


Tradição e Cultura


Valdemar Engroff


gaucho.valdemar@pop.com.br


CTG AMANHECER NA QUERÊNCIA

Iniciou no dia 25 de abril, mas as inscrições continuam abertas, no galpão do CTG Amanhecer na Querência, o curso básico de danças de fandango, em parceira com a Academia de Danças Amaral. Contatos com o instrutor Amaral pelos fones (51) 9683-1982, 8547-9473. O CTG fica na Rua Tramandaí, 76, no Jardim Alvorada.

CTG SENTINELAS DO PAGO

O CTG Sentinelas do Pago programou para este sábado, dia 03 de maio, grande jantar-baile, tendo no cardápio o tradicional churrasco gaúcho. A animação será por conta do Grupo Tchê Véios. Contatos pelos fones (51) 9112-1105 ou (51) 8431-1358. O CTG fica na Rua Porto Alegre, 216, no bairro Maria Regina.

PROGRAMA QUERÊNCIA NATIVA

Mais uma baita iniciativa que envolve um programa de televisão e um CTG da nossa cidade, pois vem aí, pela primeira vez na cidade, no galpão do CTG Chilena de Prata, o Programa Querência Nativa, produzido e realizado pela TV RBG, canal 42, de Porto Alegre, que tem como âncora Rogério Diniz. A gravação será no dia 04 de maio, a partir das 10h com vários artistas convidados, entre os quais Jorge Freitas (filho do Gildo de Freitas); Moraezinho, Gaúcho Camaquã, Paulo Marques (de Rosário do Sul); Amauri da Viola (de Campo grande – MS); Auri Freitas, Valdemar e o Grup Tchê Véios (que animarão a domingueira após o almoço campeiro).
O canal também pode ser acessado de qualquer lugar desta terra em redor chamada mundo pelo seu sítio. Basta abrir as porteiras clicando em www.programaquerencianativa.xpg.com.br. Compareça e participe desta iniciativa. Informações com Conceição pelo fone (51) 8517-9392. O CTG fica na Rua José do Patrocínio, 235, no Jardim Porto Alegre.

VEM AÍ A MAIOR FESTA CAMPEIRA DO SUL DO BRASIL

Pois o MTG e a velha Setembrina dos Farrapos – a pujante cidade de Viamão, te esperam e esperam os campeiros de todo o Rio Grande do Sul, com as porteiras escancaradas, com um mate dos buenos, para participares da Festa Campeira do Rio Grande do Sul (FECARS), que vai iniciar no dia 1º de maio, com provas campeiras, que vão se estender até o domingo, dia 04, nas dependências do Parque Municipal de Eventos, na RS 040.
Além disso, teremos a programação dos esportes tradicionalistas nos dias 02 a 04 de maio e no dia 3 de maio, o 15º Seminário da Cultura Campeira, com a palestra “A Doma Tradicional”, por Flávio Adriano de Melo (domador), às 9h. E às 10h30min, Maicom Paim (guasqueiro) vai abordar “as habilidades do guasqueiro”.

CHARLA DA SUBCOORDENADORIA

Falta pouco para os festejos farroupilhas (?)..... É o que a gauchada de Alvorada acha. Por isso neste mês de maio, já de mangas arregaçadas, farão a sua charla (reunião) semanal, no dia 05, no galpão do CTG Amanhecer na Querência, tendo na pauta (entre outros assuntos), a discussão do regulamento do Acampamento Farroupilha e as diretrizes dos Festejos Farroupilhas que vão acontecer em setembro em nossa cidade. Contatos com o Subcoordenador Giovani pelo fone (51) 9149-4977.

PRIMEIRO RODEIO DO CTG RAÇA GAÚCHA

Pois o CTG caçula do tradicionalismo alvoradense, o CTG Raça Gaúcha, os seus departamentos, coordenadores, prendas e peões, emparceirado com a Subcoordenadoria local e o Departamento Artístico da 1ª RT/RS, convida a gauchada de Alvorada e desta terra em redor que chamamos de mundo, para o seu 1º Festival Artístico e Cultural Raça Gaúcha, que será realizado nos dias 16, 17 e 18 de maio. O evento será realizado no galpão e demais dependências do pioneiro do tradicionalismo alvoradense, no CTG Campeiros do Sul, que fica na Av. Maringá, 720. Informações e inscrições: com o patrão Maneca pelo fone (51) 9796-8188; com Jane Flores pelos fones (51) 9678-4560 e 3443-5158 ou com Ivana Rodrigues pelo fone (51) 9302-27951, ou ainda, via chasque eletrônico: jdtransportes.eventos@hotmail.com ou ivana.tche@gmail.com.

DIA DO TRABALHADOR

Comemoramos o dia do trabalho no dia 1º de maio e em muitos países desta terra que chamamos de mundo é feriado, entre os quais, o Brasil, Portugal, França e Rússia.
O tradicionalismo também gera trabalho, renda, prazer e cultura e faz a economia girar. Abraço a todos que militam nos nossos CTGs, nos bolichos gastronômicos, nas lojas de pilchas, de artigos de montaria, aos que animam fandangos, enfim, a todos que com o seu trabalho fazem o tradicionalismo girar e evoluir desde 1947, com o acendimento do primeiro candeeiro crioulo por estudantes do Colégio Júlio de Castilhos de Porto Alegre.

COMENTÁRIOS ()