Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 |

24º BPM afirma que município deve permanecer com os 28 novos soldados

Até o fim de setembro, policiais anunciados devem ser alocados em Alvorada

Por Redação em 01 de Setembro de 2017

"Um dos locais que vem recebendo policiamento ostensito é o bairro Americana" (Foto: Matheus Pfluck)


Em julho deste ano, a Brigada Militar confirmou a vinda de 28 novos soldados para o município, além de quatro viaturas, que devem auxiliar o patrulhamento ostensivo da cidade. Na época, o Comando da Brigada Militar, informou que por Alvorada ser uma das cidades com maior índice de criminalidade na região metropolitana estava recebendo este investimento.

O reforço já pode ser visto nas ruas. Isso porque é possível visualizar soldados rondando a pé e de bicicleta locais como a Avenida Getúlio Vargas e os bairros Porto Verde e Americana. Entretanto, recentemente surgiram boatos de que o município poderia perder esse reforço no efetivo. Isso se sucedeu porque os novos policiais ainda não estão alocados no 24º Batalhão da Policia Militar (BPM), de Alvorada.

Para entender como funciona esse processo e sanar as dúvidas da população a reportagem do Jornal A Semana conversou com o Capitão do 24º BPM, Mauricio Costa Pacheco. Segundo ele, não existe o risco de que Alvorada perca soldados. O que pode acontecer é algum remanejo entre os policiais que ainda não foram alocados na região metropolitana, mas a cidade não deve ser prejudicada com a diminuição destes números.

“São 28 novos soldados, mas que não estão ainda no efetivo do 24ª Batalhão da Policia Militar (BPM) de Alvorada. Eles estão ainda sob responsabilidade do Comando do Policiamento Metropolitano (CPM) de Canoas. Em um segundo momento eles vão ser alocados em Alvorada. Enquanto isso eles estão trabalhando na Operação Avante. A expectativa é de que, até o fim de setembro, esses policiais serão alocados em Alvorada”, salienta Pacheco.

Ainda segundo o Capitão Pacheco, o aumento no número de policiais nas ruas é um reflexo deste reforço no efetivo, pois agora existe um fôlego maior para que se possa realizar o serviço de patrulhamento ostensivo. Além disso, também é possível dar uma maior visibilidade para a polícia em locais aonde existe uma maior incidência de criminalidade. Outro ponto destacado por Pacheco foram os policiais nas ruas.

“O 24º BPM está trabalhando ostensivamente também e não só atendendo ocorrências. Com isso conseguimos oferecer um serviço preventivo para a comunidade. Por exemplo, foi retomado com os novos soldados o policiamento ostensivo com bicicleta. O Comando teve essa iniciativa com duas duplas de novos soldados. Esse é mais um mecanismo que nós temos para aproximar o policiamento da comunidade.”

Na esquina das ruas André Puente e Tibúrcio de Azevedo, policiais faziam a ronda e os moradores da região estão satisfeitos com a novidade. Pelo menos foi isso que destacou o metalúrgico Jorge Ailton, que se sente mais seguro com a chegada dos novos soldados. “Todos os dias eles estão aqui. Agora melhorou muito e nós nos sentimos mais seguros com isso”, ressalta o alvoradense.

Além disso, o Capitão Pacheco ressaltou ainda que, semanalmente, estão sendo realizadas ações nos pontos da cidade aonde se registram um maior número de incidência criminal. São barreiras e ponto bases que visam passar essa visibilidade da Brigada Militar. Segundo ele, baseados nos dados de incidência criminal da cidade é possível trabalhar para reduzir esses números.

COMENTÁRIOS ( )