Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017 |

CEEE inicia construção da nova subestação de energia da cidade

Obra que visa aumentar capacidade de energia elétrica do município acontece no Bairro Maringá

Por Redação em 29 de Setembro de 2017

"Primeiras movimentações no terreno aconteceram no início desta semana" (Foto: Guilherme Wunder)


A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) deu início nesta semana às obras na nova subestação de energia de Alvorada. A construção, que está localizada no Bairro Maringá, conta com investimentos de R$ 26,6 milhões e devem beneficiar mais de 140 mil pessoas da cidade. O diretor de Distribuição do Grupo CEEE, Júlio Hofer; acompanhado do prefeito de Alvorada, José Arno Appolo do Amaral; e do secretário de Planejamento e Habitação (SPH), Vladimir da Silva; devem vistoriar o início das obras na próxima terça-feira, 03/10.

A nova subestação terá dois transformadores que juntos vão totalizar 50 MVA de potência, aumentando assim em 40% a capacidade disponível de energia elétrica do município. Segundo o diretor da CEEE, além deste aumento, a construção também vai agregar mais qualidade no atendimento da energia elétrica aos clientes e possibilitar uma expansão econômica da região, já que haverá maior disponibilidade e segurança da energia ao mercado da região.

Conforme noticiado pelo Jornal A Semana, já havia sido assinada em maio deste ano a ordem de início das obras entre a CEEE e a Bassani Engenharia Ltda. Na oportunidade, foi divulgado que a construção iniciaria em junho, fato esse que não se confirmou, apresentando um atraso de cerca de três meses. O investimento é financiado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). O prazo dado à empresa vencedora da licitação é de 390 dias.

Além desse empreendimento, em breve, a Empresa iniciará a construção de uma Linha de Transmissão 69 kV - Ramal Alvorada 2, de 3,8 quilômetros de extensão. O projeto envolve a instalação de novas estruturas em circuito duplo metálicas e em concreto, interligando a nova subestação Alvorada ao sistema elétrico da CEEE-D, além do lançamento de 20 quilômetros de cabos de fibra ótica, tecnologia que possibilita maior confiabilidade na operação e proteção do sistema de energia da região.

Etapas do projeto

Durante visita, o diretor do Grupo CEEE, acompanhado dos técnicos das áreas de engenharia e de obras da empresa, em conjunto com a equipe da contratada, irá detalhar aos gestores do município todas as características e benefícios da nova subestação, além de apresentar o cronograma que inclui liberações ambientais, obras civis, instalação de equipamentos e entrada em operação do empreendimento. A estatal destaca a importância do apoio da SPH de Alvorada através da aprovação dos projetos relacionados à Subestação e à Linha de Transmissão.

A partir da nova Subestação, por meio de oito alimentadores (redes de média tensão), haverá o escoamento da energia às unidades consumidoras da empresa no município, em especial aos bairros Americana, Bela Vista, Maringá, Formosa, Jardim Algarve, Jardim Alvorada, Jardim Esplanada, Nova Americana, Sumaré e Vila Tupã.

Além desse empreendimento, a Companhia vem priorizando outras ações de expansão e manutenção do sistema de distribuição no município para qualificar o fornecimento da energia para todos as localidades urbanas e rurais de Alvorada. No último mês, através das equipes da Agência de Alvorada e da Regional Metropolitana da Empresa, foram executadas obras de modernização das redes nas ruas Gaudério, Miami, Pedro Carneiro Pereira, Nelson Morais Costa e Barbosa Neto.

Obras anunciadas em 2014

Em março de 2014 foi assinada a ordem de início das obras para construção da subestação Alvorada II da Companhia Estadual de Energia Elétrica/CEEE. Na época o prazo de entrega da subestação era para o primeiro semestre de 2015. Entretanto, em entrevista no final do ano passado com Gabriel Dallaqua Saldanha, gerente da estatal em Alvorada, houve um problema na licitação. “A empresa abandonou o processo no meio e está sendo executada uma nova licitação já prevendo a execução para o próximo ano”, explica.

COMENTÁRIOS ( )