Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020 |

Iniciadas as obras de pavimentação de 63 ruas através de financiamento do FINISA

Prefeitura fez um empréstimo de cerca de R$ 20 milhões para investir na infraestrutura viária

Por Redação em 21 de Agosto de 2020

"Entre as primeiras ruas que estão sendo pavimentadas estão a Avenida Piratini e a Rua Bastian" (Foto: Guilherme Wunder)


Teve início na última semana as obras de pavimentação e infraestrutura de 63 ruas do município. A licitação havia sido lançada em 13 de maio e o contrato foi homologado em 27 de julho. Com isso, serão investidos R$ 20.658.844,87 oriundos de um empréstimo em 19 bairros do município – isso em pavimentação nova e em recuperação asfáltica de vias da cidade.

O trabalho começou nas avenidas, Piratini, Frederico Dihl, Bastian e Vista Alegre. A previsão de conclusão total das obras é até o final do primeiro semestre de 2021. Ainda não foram divulgadas quais as próximas vias que devem ser contempladas, mas os três lotes em que elas foram divididas já estão com intervenções em andamento. A empresa responsável é a Dobil Engenharia.

O parecer da comunidade

Na manhã de terça-feira, 11/08, a reportagem do Jornal A Semana foi até a Rua Bastian, no bairro Piratini. Lá as obras ainda estão começando, mas os moradores já comemoram. “Sempre falavam que ia vir, mas a gente nem tinha mais esperança. Isso é muito importante, pois é uma lomba e o barro desce em dia de chuva e invade os terrenos mais baixos”, conta Carlos Marques, que mora há sete anos na região.

Esse sentimento de incredulidade também passa na cabeça de quem mora desde 1974 naquela rua. “Eu sempre dizia que ia morrer e não ia ver asfalto na nossa rua. A gente fez muitas reuniões para cobrar a pavimentação na nossa rua. É uma benção para nós terminar com os buracos e a poeira. Finalmente poderemos sair de casa com o nosso calçado sem se preocupar com a sujeira”, desabafa Ermínio Goulart.

Para Jeferson Lima, que reside há bastante tempo na Bastian, a ficha ainda não caiu. “Eu moro aqui há 49 anos e a vida toda era cobrado o asfalto. Felizmente está saindo o asfalto. Tem toda a importância esse asfalto, pois a gente sofria com a água e o barro em dia de chuva. A patrola passava e na semana seguinte os buracos já retornavam. Agora com o asfalto teremos uma outra vida”, conclui o alvoradense.

Respostas do Executivo

Em entrevista, o secretário de Obras e Viação (SMOV), Rogério Negreiros, falou sobre o cronograma. “Nós temos 63 ruas para serem feitas nos próximos oito meses. Hoje já estão tendo obras na Frederico Dihl, Bastian, Vista Alegre e Piratini. Essas obras vão continuar e, conforme terminando, a empresa segue para as próximas vias. Uma delas será a Rua 18 de Julho, que tem uma parte com o FINISA”, salienta o titular da pasta.

Já o secretário da Fazenda (SMF), Marcelo Machado, explicou como será feito o pagamento desse financiamento. “O município tem dois anos de carência a partir da assinatura do contrato, que foi em março deste ano. Depois disso são oito anos pagando esse empréstimo. Não tem como prever quanto será pago nesse período, pois existem variações. A taxa de juros é a média do CDI e 5% ao ano do valor”, justifica o servidor.

Segundo o titular da pasta, esse investimento não irá interferir nas contas do município para os próximos anos. “Nós terminamos de pagar recentemente a pavimentação da Avenida Presidente Getúlio Vargas. São raras as obras que não são feitas com financiamento. Mesmo com esse valor, a gente pode buscar outros recursos desde que não se comprometa o grau de endividamento da cidade”, finaliza Machado.

COMENTÁRIOS ( )