Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017 |

Licitação para a compra de novos semáforos para a cidade deve sair até o fim do ano

Investimento de R$ 630 mil visa a devolução dos equipamentos instalados na cidade para a Kopp Tecnologia

Por Redação em 27 de Outubro de 2017

"Com esse investimento, as sinaleiras da Kopp Tecnologia devem ser devolvidas para a empresa" (Foto: Guilherme Wunder)


O Secretário Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (SMSMU), Sérgio Coutinho, afirmou em entrevista nesta semana que uma das prioridades do Executivo é a compra de novos semáforos para a cidade. Ainda conforme o titular da pasta, atualmente está sendo desenvolvido o Termo de Referência para que, posteriormente, seja publicado o edital.

Esse processo será o responsável para que se adquira e implante semáforos para oito dos principais cruzamentos da Avenida Presidente Getúlio Vargas. Conforme Coutinho, já foi realizado o levantamento técnico para isso, faltando apenas a dotação orçamentária para que se faça a compra das sinaleiras.

O titular da pasta salienta que os investimentos superam os R$ 600 mil reais e que, sendo instalados estes novos semáforos, existem alguns que estão na avenida e que podem ser transferidos para novos locais. Isso acontece porque nem todos são da Kopp. “Esses R$ 630 mil são exclusivos para resolver os problemas dos semáforos. Essa é a nossa prioridade máxima. Estamos atrás da dotação orçamentária até para poder devolver os semáforos da Kopp, afinal esses novos serão nossos”, explica o secretário.

Coutinho afirmou que faltam apenas detalhes sobre a dotação orçamentária para que a licitação seja publicada. A expectativa é de que isso aconteça até o final do ano. Ocorrendo a publicação, em noventa dias será divulgada a empresa vencedora e os equipamentos adquiridos. “O nosso sistema de semáforo está entrando em colapso e precisamos adquirir estes novos equipamentos com a maior agilidade possível”, finaliza o titular da pasta.

Fiscalização eletrônica

Conforme o secretário também existe projetos para que sejam adquiridos novos equipamentos de fiscalização eletrônica. Entretanto, no momento, não existem recursos para que se faça este investimento. “Serão feitos dois processos. Um para a aquisição de semáforos e outro para os equipamentos de fiscalização eletrônica. No primeiro momento será feita a licitação dos semáforos”, salienta Coutinho.

Entenda o caso

Algumas sinaleiras do município pertencem à empresa Kopp Tecnologia que, por conta de um processo civil teve seu contrato com a prefeitura suspenso há cinco anos. Desde então as sinaleiras não recebem manutenção da empresa. “Essas sinaleiras não pertencem ao município. Isso deveria ter sido resolvido antes delas entrarem em blecaute e nós não podermos mexer nelas”, reclama Coutinho.

Atualmente, o contrato da Kopp com a prefeitura está vencido e, por isso, a Prefeitura trabalha em um novo processo licitatório. O diferencial é de que, desta vez, os equipamentos serão adquiridos e administrados pelo município. Só depois da conclusão de todos os trâmites é que a cidade voltará a administrar todas as sinaleiras. Caso tudo ocorra bem, o edital deve estar na rua até o fim do ano.

Amarelo piscante

Basta dar um passeio pela cidade para encontrar sinaleiras em amarelo piscante. Coutinho explica que isso ocorre como forma de prevenção a assaltos no período das 22h45min às 5h. Entretanto, verificam-se sinaleiras nessa condição também durante o dia. Isso ocorre porque, segundo o secretário, quando falta energia elétrica na região, o sistema reinicia no retorno da luz, fazendo com que falte sincronismo com o horário convencional.

COMENTÁRIOS ( )