Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020 |

Moradores da Avenida Salomé sofrem com tampas de bueiro quebradas

Segundo relatos, o poder público não fiscaliza os caminhões e nem conserta os estragos

Por Redação em 09 de Outubro de 2020

"Segundo os moradores, falta a manutenção das esquinas e bocas de lobo e a fiscalização do trânsito da região" (Foto: Guilherme Wunder)


A reportagem do Jornal A Semana recebeu nos últimos dias a denúncia de moradores da Avenida Salomé que sofrem com tampas de bueiro quebradas. Alguns moradores afirmam que faz 20 anos que eles sofrem com os problemas e a Secretaria de Obras e Viação (SMOV) não corrige, fazendo com que os próprios alvoradenses precisem reconstruir os bueiros quebrados.

Segundo os moradores, falta a manutenção das esquinas e bocas de lobo e a fiscalização do trânsito da região. Os alvoradenses afirmam que essas estruturas quebram devido aos grandes caminhões que trafegam na região e acabam subindo as calçadas para fazer as curvas. Com isso, os proprietários das casas acabam tendo que fazer o conserto por conta, devido a falta de prestação do serviço público.

O parecer da comunidade

Na esquina da Avenida Salomé com a Rua Estados Unidos mora a dona Nozaira da Silva, que conta sofrer há muito tempo com a tampa de bueiro em frente a sua casa quebrada. “Eu moro aqui há 43 anos e essa tampa sempre quebrava. Faz uns cinco anos que ninguém vem aqui fazer esse conserto. Tem muito caminhão que passa por aqui e quebra tudo, mas ninguém fiscaliza”, relata a aposentada.

Segundo ela, seria de suma importância que a Prefeitura viesse prestar o atendimento aquela comunidade. “As pedras da tampa quebrada estão aí e o meu marido colocou um pedaço de pau para sinalizar e ninguém cair. É perigoso aqui, principalmente de noite. Isso sem falar dos mosquitos e do cheiro forte que a gente sofre aqui. Esse buraco é horrível e as esquinas estão mal-acabadas”, confessa Nozaira.

No outro lado da rua mora Loldeval dos Reis, que afirma sofrer com os mesmos problemas há bastante tempo. “Eu tive que fazer uma obra e recuar a minha caixa, de tantas vezes que foi quebrada e ninguém vinha arrumar. Eu coloquei pedras e ferro e não adiantava. A Prefeitura nunca veio fiscalizar e nem arrumar. Ficava tudo na nossa conta para consertar e brigar”, explica o aposentado.

Respostas do Executivo

A reportagem entrou em contato com o secretário de Obras e Viação (SMOV), Rogerio Negreiros, que afirmou existir uma equipe da Prefeitura que realiza as limpezas de caixas e trocas de tampa de bueiros. Ele informou que mandará uma equipe no local para averiguar o problema, mas disse não ter registros de que o local esteja com pedido de providências há tanto tempo – como relatam os moradores.

COMENTÁRIOS ( )