Sábado, 16 de Dezembro de 2017 |

No aguardo de processos licitatórios, secretário afirma que sinaleiras recebem manutenção

Sérgio Coutinho garante que sinalização viária está sendo reforçada onde semáforos estão apagados

Por Redação em 19 de Maio de 2017

"Semáforos estão desligados na esquina das avenidas Itararé e Tibúrcio de Azevedo" (Foto: Rene Almeida)


O Secretário Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, Sérgio Coutinho, afirmou em entrevista nesta semana que as sinaleiras do município, apesar de algumas não pertencerem ao poder público, estão recebendo manutenção de eletricistas de sua secretaria. Em breve deve ser aberto um processo de licitação para a contratação da empresa que fará um projeto de implantação de um novo sistema de semáforos na cidade.

De acordo com Coutinho, são dois processos licitatórios a serem feitos: um para a empresa que fará o estudo de implantação – o qual analisará a circulação de veículos e pedestres e constatará a necessidade de novas sinaleiras -, e outro para a empresa que executará o serviço de instalação dos novos equipamentos. Cada processo licitatório dura em torno de dois meses, segundo o secretário.

Algumas sinaleiras do município pertencem à empresa Kopp Tecnologia que, por conta de um processo civil teve seu contrato com a prefeitura suspenso há cinco anos. Desde então as sinaleiras não recebem manutenção da empresa. “Essas sinaleiras não pertencem ao município. Isso deveria ter sido resolvido antes delas entrarem em blecaute e nós não podermos mexer nelas” reclama Coutinho.

Atualmente, o contrato da Kopp com a prefeitura está vencido e serão abertos novos processos licitatórios. Só depois da conclusão de todos os trâmites é que o município voltará a administrar todas as sinaleiras. Entretanto, não há prazo para isso ocorrer. “É complicado falar em prazo porque não depende de nós. Sabemos da necessidade. A manutenção está sendo feita dentro da nossa possibilidade”, alega Coutinho.

Enquanto essas sinaleiras não voltam ao controle do município, Coutinho garante que a sinalização de locais com semáforos desligados, como a esquina das avenidas Itararé e Tibúrcio de Azevedo, estão recebendo reforço na sinalização. “Estamos reforçando a sinalização viária nos locais através de faixa de segurança para tentar diminuir a velocidade do tráfego de veículos”, afirma. No local em questão, ocorreu um acidente com vítima na última semana que, segundo o secretário, o semáforo mesmo que em funcionamento não poderia ter evitado.

Na edição passada do Jornal A Semana, uma moradora relatou que funcionários da prefeitura estiveram avaliando a sinaleira da Tibúrcio de Azevedo com a Itararé. O secretário Coutinho esclarece: “Isso aí são eletricistas da prefeitura que fazem a manutenção nas sinaleiras do município. Quando acontece uma pane numa sinaleira, mesmo sendo da Kopp, o técnico vai dar uma olhada para ver se não é uma coisa que pode ser corrigida naquele momento. Quando o problema é equipamento, que não pode ser resolvido na hora, aí foge da nossa alçada”. Ele também explica que a SMSMU (Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana) não pode efetuar a troca das sinaleiras, apenas a manutenção simples delas, inclusive nas pertencentes à Kopp.

Amarelo piscante

Basta dar um passeio pela cidade para encontrar sinaleiras em amarelo piscante. Coutinho explica que isso ocorre como forma de prevenção a assaltos no período das 22h45min às 5h. Entretanto, verificam-se sinaleiras nessa condição também durante o dia. Isso ocorre porque, segundo o secretário, quando falta energia elétrica na região, o sistema reinicia no retorno da luz, fazendo com que falte sincronismo com o horário convencional.

COMENTÁRIOS ( )