Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020 |

Prefeitura cancela atividades do aniversário de 55 anos do município

Baile e demais eventos foram cancelados por conta da pandemia do coronavírus

Por Redação em 28 de Agosto de 2020

"A Sociedade Espírita Simão Pedro está localizada na Rua Maria do Carmo Garcia, 305 onde recebe diariamente doações de voluntários" (Foto: Divulgação)


No dia 17 de setembro, Alvorada completa 55 anos de emancipação e junto aos festejos está o tradicional Baile Municipal, que integra as atividades alusivas à data. Além de reunir centenas de pessoas em um espaço para celebrar a data o evento também arrecada valores para entidades que necessitam.

No entanto, em entrevista, o secretário de Governo e Gabinete (SGG), Paulo Ramos, informou que por conta da pandemia do coronavírus nenhuma atividade deve ser realizada. “Não tem como a gente fazer eventos em meio a pandemia. Não podemos gerar aglomerações. Em princípio não faremos nenhum tipo de evento neste ano. A possibilidade é muito remota, seja pelo tempo como pela aglomeração”, explica Ramos.

O último Baile aconteceu no dia 19 de setembro do ano passado quando cerca de 300 pessoas estiveram presentes na Paróquia São José Operário. A renda do evento contemplou a Sociedade Espírita Simão Pedro, o Espaço Compartilhe e o Centro de Reabilitação Social Cristã – Vida Nova com o valor total de R$ 21.000,00 (Vinte e um mil reais) que foi dividido entre as entidades. Já o repasse às entidades, aconteceu no dia 17 de dezembro de 2019, quando a Simão Pedro recebeu R$ 4 mil e as demais entidades, R$ 8.500,00 para cada uma.

Simão Pedro

Como neste ano não haverá o Baile por conta da pandemia do coronavírus, a reportagem do jornal A Semana conversou com Laudio Alberto Borba, responsável pela Simão Pedro afim de saber os reflexos da falta deste valor.

Conforme ele conta, os recursos poderiam auxiliar na manutenção, pagar encargos sociais e outras melhorias no atendimento aos que ali são atendidos. “Todo o valor que chega a nós é bem-vindo, mas não podemos trabalhar nesta expectativa. Então temos que trabalhar com os pezinhos bem no chão aqui. Lamentamos, mas o trabalho continua então a gente não pode ficar contando com coisas e temos que nos adequar”, afirma.

Sobre os atendimentos, ele avalia que aumentou o número de famílias e num determinado período da pandemia, chegaram a atender 200 famílias somente num dia. “Agora regulamos e estamos atendendo 120 famílias todas as segundas-feiras. No mês atendemos em torno de 500 famílias. 120 todas as segundas e mais aquelas que vem no desespero no intermediário de tempo que não deixamos sair de mãos vazias”, explica.

Borba fala que atualmente o local necessita de itens de higiene pessoal e material de limpeza, além de óleo de cozinha, leite e café. A Simão Pedro conta com o auxílio de voluntários, Banco de Alimentos de Alvorada e Porto Alegre. A Prefeitura não possui mais o convenio com o asilo e somente com a creche do espaço.

COMENTÁRIOS ( )