Sábado, 18 de Novembro de 2017 |

Secretaria de Serviços Urbanos acumula mais de 900 pedidos para reparos desde março

Prefeitura contratou nova empresa para realizar melhorias em pontos da cidade

Por Redação em 16 de Junho de 2017

"Um dos lugares que deverá receber reparos está localizado na esquina das ruas, Tiburcio de Azevedo e Maris e Barros, na Americana " (Foto: Matheus Pfluck)


Em cerca de três meses, a Secretaria de Serviços Urbanos (SEMSU) acumula 900 solicitações de moradores para consertos de lâmpadas de iluminação pública em diversos pontos do município. Porém, este número pode ser bem maior, já que leva em conta somente os protocolos e não outros locais que não houveram reclamações de moradores.

Desde março deste ano, o contrato com a empresa Cristel, contratada em 2014 no governo Serginho, foi cancelado. “Eles fizeram um contrato de um ano, gastaram o quantitativo e pediram prorrogação”, explica o secretário interino da SEMSU, Valdemir Martins.

Assim, há alguns meses foi aberta licitação para contratar emergencialmente uma empresa que realizará reparos em postes do município. A Sademco foi a empresa escolhida porque obteve o menor custo. O contrato prevê a utilização de quatro caminhões e engloba o conserto de três mil pontos da cidade. “Acredito que em um mês e meio todas as lâmpadas do município estarão funcionando como deveriam”, fala.

A Prefeitura vai pagar somente o que a empresa vai consertar por mês. Em postes como os da Avenida Presidente Vargas, onde é necessário a utilização de caminhões específicos que possuem escada com mais altura, será cobrado R$ 250,00 mais o material e nos demais locais a Prefeitura vai pagar R$ 126,00 mais os materiais necessários.

Além disso, a Prefeitura está adquirindo um caminhão no valor de R$ 200 mil para ser utilizado para consertos da iluminação pública. Assim, quando o veículo estiver em uso, o contrato com a Sademco será cancelado.

Para Jairo Vargas, engenheiro da SEMSU no início do trabalho, quando haverão mais caminhões, a secretaria vai disponibilizar um fiscal para cada veículo e um outro servidor que ficará responsável em receber as informações destes fiscais e fará a medição do contrato com todos os trabalhos do mês. “Esse fiscal vai acompanhar o que é trocado de material, vai trazer esses materiais usados e queimados para reavaliarmos se não tem como reutilizarmos e não tendo como reutilizar, o que for possível a gente vai disponibilizar para cooperativas de coleta seletiva do município”, explica o engenheiro. Ainda, o engenheiro falou que a média de ligações de moradores solicitando algum tipo de reparo em postes é de 150 chamados mensais.

Edição passada

Conforme já tínhamos noticiado na semana passada, somente na Avenida Presidente Getúlio Vargas, do pórtico de entrada da cidade até a frente do Ginásio Municipal, de 120 postes existentes somente 147 lâmpadas estavam funcionando. Já na sequência do trecho até a Rua Santos Dumont, no bairro Caxambu, de 131 postes de iluminação pública somente 65 estavam acesos.

Para acelerar os reparos nestes locais e em outros que apresentem algum problema, Liberto Mentz, mais conhecido como Beto Goleiro e que trabalha no operacional da secretaria, os reparos serão feitos na madrugada. “Vamos colocar um caminhão na avenida das 22h às 5h, para não prejudicarmos o trânsito durante o dia”, fala. Outras regiões da cidade serão atendidas onde dois veículos estarão atuando na parte de baixo do município, englobando os bairros que vão da Americana até o final da cidade. Já do bairro Piratini até o Porto Verde, outro caminhão estará trabalhando. “Vamos dar prioridade para escolas, postos de saúde e prédio público. A ideia é recuperarmos 100 postes por dia”, explica Beto.

Para mais informações, entre em contato diretamente com a SEMSU através do número 3044.8676 ou no endereço Rua Maris e Barros 322, bairro Americana.

COMENTÁRIOS ( )