Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020 |

Vazamentos de esgoto preocupam moradores e falta de informação confunde a população

Muitos dos alvoradenses não sabem quando o esgoto é de responsabilidade da CORSAN ou da Prefeitura

Por Redação em 07 de Agosto de 2020

"Segundo os moradores, muitas vezes é chamada a CORSAN ou a Prefeitura, mas não se sabe quem é a responsável" (Foto: Guilherme Wunder)


Na tarde de segunda-feira, 03/08, a reportagem do Jornal A Semana foi até a Rua 30, no Jardim Algarve. Isso porque havia o registro de um vazamento de esgoto na região desde a última semana. A falta de manutenção e a água escorrendo durante todo o final de semana gerou preocupação aos moradores, que não sabiam a quem recorrer: Secretaria de Obras e Viação (SMOV) ou Companhia Riograndense de Saneamento (CORSAN).

Fermina Fonseca foi uma das moradoras que buscou a solução do problema na última semana, mas não teve êxito em sua empreitada. “Desde quinta-feira passada que já estava vazando. A CORSAN veio e arrumou, mas não saíram do bairro e já estourou de novo. Foi o final de semana com a água vazando. A gente nem sabe por que estourou, pois não tinha nada em cima. Só ouvi o estouro”, salienta a dona de casa.

Outro caso semelhante a esse também estava ocorrendo na Rua 23 de Dezembro, que dá acesso ao Bairro Umbu. Lá também os moradores relatam que faz semanas que o vazamento está acontecendo. Segundo eles, já foram chamados representantes da CORSAN e da Prefeitura, mas ainda não foi feito o reparo no local. Enquanto isso, os moradores sofrem com o mau cheiro.

Respostas do Executivo

Em contato com o gerente da CORSAN, Claudiomiro Ferreira, foi informado que o problema no Jardim Algarve já foi solucionado na quarta-feira, 05/08. Segundo ele, havia uma obstrução na rede de esgoto. Já no Bairro Umbu ele afirma que aquela região não é atendida pela estatal e sim pela Prefeitura e que esse problema é de responsabilidade da administração municipal.

Segundo o secretário de Obras e Viação (SMOV), Rogério Negreiros, será feita uma visita no local. “Nós não temos nenhuma reclamação desse vazamento, mas vou mandar uma equipe para vistoriar a região. Se for nosso, vamos com o caminhão de hidrojato para desobstruir. Caso não seja nosso, temos reunião com a CORSAN na sexta-feira e vamos cobrar deles”, finaliza o titular da pasta.

COMENTÁRIOS ( )