Segunda-Feira, 10 de Agosto de 2020 |

CEU das Artes segue com obras paralisadas e sem previsão de conclusão e inauguração desde 2013

Espaço começou a ser construído em 2013 e segue com entraves para ser entregue

Por Redação em 10 de Julho de 2020

"Projeto foi inserido no programa Avançar, do Governo Federal" (Foto: Arquivo A Semana)


Uma das maiores obras do município, com orçamento inicial de mais de R$ 2 milhões, segue com sua construção paralisada e, segundo a Secretaria de Educação (SMED), sem previsão de ser inaugurado. Trata-se do Centro de Artes e Esportes Unificados /CEU das Artes, que é construído com verbas federais e teve suas obras iniciadas no início da administração passada.

Em outubro de 2013, a Prefeitura deu ordem de início das obras. A previsão inicial é que o espaço fosse inaugurado em agosto de 2014. Contudo, quase sete anos se passaram desde que a obra foi iniciada e, até o momento, não houve inauguração. O CEU das Artes – que teve seu nome alterado para Estação Cidadania Cultura – contará com diversas atividades relacionadas a educação e a cultura.

Entre os benefícios do equipamento estão uma pista de skate, equipamentos de ginástica, salas de aula, de oficinas e de computadores, além de um laboratório de multimídia, de uma biblioteca e de um cineteatro/auditório com 48 lugares. O projeto também prevê um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que irá realizar o atendimento à comunidade.

O projeto foi inserido no programa Avançar, do Governo Federal, enquanto Michel Temer (MDB) era presidente da República. Nesse período, foram repassados mais de R$ 100 mil para o empreendimento. Segundo o site do projeto, a obra deveria ter sido concluída e entregue em agosto de 2019, mas isso não se confirmou. Lá diz que ainda falta cerca de 15% da obra ser concluída.

Respostas do Executivo

O CEU das Artes fica localizado na Rua Santa Catarina, nº 80, no bairro da Figueira. Já foram concluídos os serviços de pintura, instalações dos banheiros e rede elétrica, colocação dos azulejos e até a mangueira de incêndio. Aparentemente, hoje falta mesmo a instalação do elevador, a conclusão da pista de skate, o corte de grama do entorno e a limpeza do ambiente para que o local possa ser equipado e inaugurado.

Contudo, em nota encaminhada pela Secretaria de Educação (SMED), não existe prazo para a inauguração. No momento está sendo trabalhado nas licitações para concluir a obra e depois encaminhar para que a Caixa aprove a contratação de uma nova empresa. A empreiteira responsável pela obra anteriormente não renovou o seu contrato com a União e acabou abandonando o empreendimento.

Muito se falava do elevador, que está sendo licitado, mas essa não é a única coisa que falta. “Não sei como funciona as questões de licitação e compra de um elevador, mas ele é apenas um dos itens que faltam para a conclusão da obra. Depois de tudo licitado, dependemos da análise da Caixa para contratação da empresa vencedora, que levará em torno de seis meses para concluir”, diz em nota.

O coordenador-geral do CEU das Artes, Ricardo Bolonha, fala da importância daquele espaço. “Como produtor cultural, vejo que este espaço seria de fundamental importância para a cidade e teria um grande papel no desenvolvimento da cadeia produtiva, na criatividade e no consumo das artes, especialmente para a juventude em vulnerabilidade social, mas também para toda a comunidade”, finaliza.

COMENTÁRIOS ( )