Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 |

Crítica de Polícia Federal – A Lei é Para Todos

Filme adapta a Operação Lava-Jato

Por Redação em 01 de Setembro de 2017

"Estreia acontece na próxima quinta-feira" (Foto: Divulgação)


O filme desta semana, que estreia somente no dia 07 de setembro – data planejada estrategicamente pela divulgação do longa? – se chama “Polícia Federal – A Lei é Para Todos”. Na produção acompanhamos uma série de investigações, que culminaram na Operação Lava Jato, considerado um dos maiores escândalos políticos do Brasil, ao lado do Mensalão.

Na produção, acompanhamos o início desta operação, em 2013, até o momento aonde acontece o vazamento do áudio da ligação entre os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva. Na obra, que é adaptação de um livro de mesmo nome, acompanhamos o ponto de vista da Policia Federal sobre o caso, “sem tomar partido”.

Coloco isso entre aspas com certo receio. Primeiro por não ter lido o livro e segundo porque não tenho certeza sobre isso, mas, sem sombra de dúvidas, os casos que ganham maior destaque na produção são os que envolvem o Partido dos Trabalhadores (PT). Outro fator que chama bastante a atenção, positivamente, é o papel contido e discreto de Sérgio Moro, interpretado aqui por Marcelo Serrado.

Porém, apesar de o filme ter um elenco seguro e uma direção coerente, parece que falta algo. Na produção eles parecem estar fazendo um marketing sobre como os policiais são bons e, até nos casos de corrupção de policiais, as cenas são leves e não retratam uma realidade mais suja que pode existir (sem hipocrisia).

Talvez tenha faltado um distanciamento maior dos fatos. Tudo ainda é muito recente e está em andamento. Ainda não é possível retratar esta realidade sem o caso concluído. E isso tende a piorar, visto que uma sequência já foi confirmada e que casos como a JBS podem aparecer neste segundo filme. É arriscado mexer com isso em um período tão curto e transformar em ficção.

Estreias da semana

Atômica: A obra, que é mais uma adaptação de histórias em quadrinhos, conta a história da agente disfarçada do MI6, Lorraine Broughton, interpretada por Charlize Theron. Na trama, ela é enviada para Berlim durante a Guerra Fria para investigar o assassinato de um oficial e recuperar uma lista perdida de agentes duplos. Ao lado de David Percival, chefe da localidade, a assassina brutal usará todas as suas habilidades nesse confronto de espiões.

Como Nossos Pais: Estreou nesta quinta-feira, 31/08, a produção vencedora de seis Kikitos em Gramado. “Como Nossos Pais” conta a história de Rosa, que é uma mulher que se encontra em uma fase peculiar de sua vida, marcada por conflitos pessoais e geracionais. Isso porque, ao mesmo tempo em que precisa desenvolver sua habilidade como mãe de suas filhas, manter seus sonhos, seus objetivos profissionais e enfrentar as dificuldades do casamento, Rosa também continua sendo filha de sua mãe, Clarice, com quem possui uma relação cheia de conflitos.

COMENTÁRIOS ( )