Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017 |

CTG Chilena de Prata é finalista do concurso “Meu Galpão de Cara Nova”

Concurso organizado pela RBS e Redemac deve destinar 30 mil reais em materiais de construção para o vencedor

Por Redação em 29 de Setembro de 2017

"Chilena de Prata está localizado no bairro Jardim Porto Alegre" (Foto: Guilherme Wunder)


O Grupo RBS e a Redemac Materiais de Construção divulgaram no domingo, 24/09, durante o programa Galpão Crioulo, os três CTGs finalistas do concurso “Meu Galpão de Cara Nova”. As instituições escolhidas foram o Chilena de Prata, de Alvorada; o Querência da Amizade, de Bom Retiro do Sul; e o República Riograndense, de Guaíba.

Na primeira etapa, podiam se inscrever CTGs das 70 cidades onde a Redemac têm filiais. Quando era feito isso, as instituições deveriam enviar um texto contando um pouco sobre a história do centro de tradições, uma foto do local e responder a pergunta “Por que o teu CTG merece ganhar esse vale-presente?”.

Segundo a patroa do CTG Chilena de Prata, Reovane Goulart, foi apresentado a realidade do CTG, que é um dos mais antigos da cidade e, atualmente, está caindo e abandonado. Para ela, isso acontece devido à má administração do passado, além de que não foi feito nada para mudar a realidade do galpão e nem da comunidade que participa do CTG, algo que mudou com a implantação de projetos sociais.

“Acredito que, se todos os CTGs do Estado também abordassem ações sociais, não teríamos tantas crianças nas ruas e jovens envolvidos com drogas. O nosso projeto se chama ‘Um jovem no galpão, um jovem a menos no chão’. Acho que essa característica foi um dos requisitos que nos ajudou a chegar à final”, conclui Reovane.

Segundo o empresário e um dos fundadores da Redemac, Moacir Carlesso, a maioria dos CTGs do Estado conta com pouco apoio das empresas e do poder público para desenvolver suas atividades. Devido a essa realidade, a Redemac aceitou ser parceira do Galpão Crioulo e ele se tornou um entusiasta e motivador do projeto, tendo sempre a certeza de que Alvorada estaria na final.

“Quando a Redemac foi convidada a participar deste projeto da RBS, eu sabia que mexia bastante com a população do município. Por isso busquei me envolver na mobilização dos CTGs da cidade, para não deixar ninguém de fora deste concurso. Todos foram convidados e eu sabia que teríamos alguém de Alvorada na final, devido ao animo dos patrões quando o projeto foi anunciado”, conta Carlesso.

Serviço

O quadro “Meu Galpão de Cara Nova” é uma parceria com a Redemac Materiais de Construção. O vencedor escolhido por meio de votação popular ganhará com um vale – presente R$ 30 mil. Além disso, será gravado um programa do Galpão Crioulo na cidade vencedora. Para votar no CTG Chilena de Prata é necessário acessar o site do Galpão Crioulo.

COMENTÁRIOS ( )