Sbado, 03 de Dezembro de 2022 |

Filmes d'A Semana

Crítica de Rampage – Destruição Total

Por Redação em 28 de Outubro de 2022

"Filmes d'A Semana" (Foto: Divulgação)


Já que semana passada falamos de um filme do The Rock, nada melhor do que seguir falando do astro dos cinemas e abordar aqui ‘Rampage – Destruição Total’, de 2018. Isso por que o filme é entretenimento puro – como boa parte das últimas produções protagonizadas pelo astro da WWE (luta livre na TV). E podemos dizer que, apesar dos problemas, ele terá seu público.

E, sem sombra de dúvidas, esse será o mesmo público que acompanha franquias como “Círculo de Fogo”, “Transformers”, “King-Kong” e “Godzilla”. Todos esses filmes têm uma coisa em comum: monstros ou robôs grandiosos e lutas épicas e de proporções magistrais. É isso que busca quem assiste a todos esses longas-metragens e que o telespectador da estreia da semana vai encontrar.

O filme conta a história de Davis Okoye, um primatologista recluso que compartilha um vínculo inabalável com George, um gorila muito inteligente que está sob seus cuidados desde o nascimento. Quando um experimento genético desonesto é feito em um grupo de predadores que inclui o primata, os animais se transformam em monstros que destroem tudo em seu caminho.

Contudo, não é possível dizer que o filme é bom e, nem mesmo o carisma de The Rock e sua relação com o gorila conseguem fazer com que essa impressão mude. Isso porque falta roteiro e tudo gira em torno de uma luta que não traz emoção alguma ao telespectador, com viradas de roteiro óbvias, abusando dos clichês nos mais diversos momentos da trama.

Dwayne Johnson é um bom ator no gênero que o cerca e vem estrelando diversos filmes todos os anos, mas a régua de ‘Rampage – Destruição Total’ baixa muito o nível de qualidade técnica e de roteiro. Faltam reviravoltas realmente surpreendentes e a tão sonhada verossimilhança e aproximação com os personagens não existe.

Não me entendam mal por ter dito que o filme encontrará o seu público e depois apresentar uma série de aspectos negativos da trama. Filmes como esse infelizmente não necessitam de um roteiro consistente para fazer uma bilheteria significativamente boa. Isso porque existe um público que busca ir ao cinema e desligar o cérebro. É para essas pessoas que ‘Rampage – Destruição Total’ foi feito.

COMENTÁRIOS ( )