Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020 |

Garage 80’s segue com os vídeos ao vivo e busca alternativas para rentabilizar projeto

Segundo Roberto Camparra, o cenário não prevê retorno do bar ainda este ano

Por Redação em 04 de Setembro de 2020

"Atualmente são duas lives por semana: “QUINTA O KÊ” e “DANÇANDO EM CASA COM O GARAGE 80’S”" (Foto: Reprodução)


Em abril deste ano, o Jornal A Semana noticiou o projeto de lives – transmissão de vídeo ao vivo pelo Facebook – que o Garage 80’s estava organizando. Isso porque, devido a pandemia do coronavírus, o estabelecimento estava fechado. A ideia era reforçar os canais de comunicação do bar e ofertar música e entretenimento para os clientes que frequentavam o espaço.

Quase cinco meses depois, a reportagem entrevistou novamente o proprietário do bar, Roberto Camparra, para falar sobre as transmissões de vídeo. Segundo ele, atualmente são duas por semana: “QUINTA O KÊ” e “DANÇANDO EM CASA COM O GARAGE 80’S”. isso sem falar de artistas que gravaram suas lives dentro do bar. Já foram mais de 30 transmissões somando os formatos.

Contudo, ele afirma que está desenvolvendo um projeto que possa ser rentabilizado. “Já estamos entrando num novo projeto de lives monetizadas, pois entendemos que é um caminho para a rentabilização. No dia 19 de setembro faremos uma live privada com a Banda Youngles que é muito conhecida no cenário da noite da região metropolitana, e vem mais bandas por aí”, anuncia Camparra.

Essa busca por alternativas se dá pela falta de perspectivas de reabertura. Enquanto isso, o empresário realiza ajustes no som e na estética. “A leitura que tenho sobre a atual situação que este ano de 2020 não reabriremos, pois tenho convicção de retornar somente quando puder receber a todos no Garage 80’s, sem restrições e limitações, por essa receptividade é uma das marcas do bar”, enfatiza o alvoradense.

Além dos investimentos nas lives, Camparra também busca alternativas para aumentar a popularidade e angariar renda para o estabelecimento. Foi assim que surgiu a rifa do violão do Garage 80’s, que além do instrumento garantirá o acesso exclusivo a uma dessas lives que serão privadas. Ainda não foi divulgado quem será o convidado, mas o empresário afirma que é um grande nome do rock gaúcho.

Além disso, o piloto Cássio Pacheco, colocou em seu carro a logomarca do Garage 80’s. Através dessa parceria, a marca do estabelecimento estará nas corridas e eventos que o piloto alvoradense participar. Conforme explica Camparra, isso ajuda no alcance e na popularidade do bar para que, quando tudo for normalizado, ele siga popular e forte no cenário do município.

Até porque o bar não pretende ter de fechar suas portas em definitivo. “Realmente estamos passando por um momento delicado, tanto para o comercio como para a classe artística, pois nenhum decreto tem contemplado a área do entretenimento, então a gente tem que se virar, pois algumas despesas continuam. Mas seguimos com fé e esperança em melhoras do cenário”, finaliza Camparra.

COMENTÁRIOS ( )