Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 |

Vocal Kids como porta de entrada de crianças para o mundo da música

Projeto visa estimular crianças da rede municipal de ensino a participarem de aulas de canto

Por Redação em 01 de Dezembro de 2017

"Programa que iniciou em agosto é coordenado por Manoel de Freitas e Claudia Dalpias" (Foto: Guilherme Wunder)


Quando crianças, as pessoas têm vários sonhos. Alguns querem ser jogador de futebol, astronauta, professor, jornalista, ator, entre outros. Muitas vezes esses sonhos são alcançados e outras vezes não. Um dos sonhos mais recorrentes e que dão início a grandes carreiras é o de ser famoso, seja atuando ou cantando. E esse desejo do estrelato é compartilhado por quinze crianças que participam do projeto Vocal Kids.

O programa, desenvolvido em parceria da Secretaria de Cultura, Juventude, Esporte e Lazer (SMCJEL) com a Secretaria de Educação (SMED), teve início em agosto deste ano. No Vocal Kids, crianças com média de nove anos – mas ele está aberto para estudantes mais jovens e mais velhos – aprendem técnicas e exercícios de canto e música. Tudo isso sob a tutela dos professores Manoel de Freitas e Claudia Dalpias.

Manoel de Freitas, que é diretor da SMCJEL, conta que, desde o início da atual gestão, estava conversando para desenvolver esse projeto de música com crianças do município. Por isso a parceria com a SMED, afinal os participantes são estudantes da rede municipal e participam do Vocal Kids no turno inverso do qual estão na sala de aula. Além disso, a iniciativa visa acabar com a cultura de que a comunidade não participa dos projetos do poder público.

Freitas também ressalta que um dos objetivos do projeto já foi alcançado, que é tirar as crianças das ruas e trazer elas para dentro dos espaços públicos. “Agora, ao invés de estarem na rua, eles estão aqui. Além disso, existe um estímulo neles para conhecer mais as técnicas e, daqui a pouco, surgir um novo talento. Essa é uma das nossas filosofias de trabalho. O talento natural precisa ser descoberto”, salienta o diretor da pasta.

Já Claudia, que é professora do setor pedagógico da SMED, ressalta que sempre existiu a vontade de desenvolver um grupo vocal no município, ainda mais para ela, que sempre trabalhou com cultura na cidade. “A nossa ideia é apresentar para a comunidade a arte do canto, através da voz e somente dela. Até porque acreditamos que a voz é o instrumento mais puro que existe”, conta a professora da rede municipal.

A representante da Secretaria de Educação no Vocal Kids ressalta ainda que o programa tem também um forte papel na inclusão social dentro do município. Isso devido as condições das famílias que participam do projeto e que, muitas vezes, tem uma origem mis carente. É pensando nisso que existe a perspectiva de aumentar o seu alcance. “Quando os outros começarem a ver esse primeiro grupo, mais crianças vão se motivar para participar”, explica Claudia.

Estreia nos palcos

Na última semana, a reportagem do Jornal A Semana acompanhou os ensaios do grupo. Isso porque, os quinze jovens que participam do projeto realizaram sua primeira apresentação em público. Isso aconteceu na terça, quarta e quinta-feira da semana passada. O evento foi realizado na Escola Municipal Alfredo José Justo e tinha como objetivo encerrar as formações dos professores e apresentar o Vocal Kids para a comunidade.

Para Daniel Nicolas da Cruz, de nove anos, essa primeira apresentação é muito importante. Ele destaca ainda que gostou tanto do projeto que, mesmo não sendo da rede municipal, quis participar. “Eu gosto de cantar em grupo e não preciso ter vergonha, porque todos cantam. Eu estudo num colégio estadual, mas acabei descobrindo o projeto, vim aqui e gostei”, justifica a criança.

Já a aluna Larissa Rodrigues, de oito anos, falou sobre o nervosismo que estava sentindo na véspera de sua primeira apresentação. “Olha, todo mundo da minha sala estava falando disso e eu quis participar. Para a minha primeira apresentação eu estou nervosa e com borboletas voando na barriga. Eu já fiz teatro, mas cantando em público é a primeira vez. Meu sonho é cantar e eu acho que aqui vou aprender para poder ser cantora”, explica Larissa.

2018

Claudia explica que esse é o primeiro ano do projeto e, por causa disso, ele é um piloto e alterações podem acontecer para 2018. Contudo, a expectativa foi alcançada. “Nós estamos bem contentes com os primeiros resultados. Tanto que eles já estão sendo convidados para realizar pequenas apresentações. Assim poderemos divulgar ainda mais o projeto”, conta a professora.

Serviço

Atualmente as inscrições para o Vocal Kids estão fechadas. Isso porque o ano letivo está se encerrando e, com ele, também devem parar os ensaios. As aulas devem retornar em abril de 2018. Poderão se inscrever crianças de nove a 14 anos. As matriculas acontecem no Ginásio Municipal Tancredo Neves, próximo ao Corpo de Bombeiros.

COMENTÁRIOS ( )