Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021 |

Aulas da rede municipal de ensino serão realizadas de maneira remota enquanto não houver vacinas

Medida foi apresentada pela secretária de Educação na última semana

Por Redação em 12 de Março de 2021

"Contudo, mesmo com as aulas remotas, o serviço de distribuição de merendas segue mantido" (Foto: Guilherme Wunder)


Foi dado o início ao ano letivo de 2021 da rede municipal de ensino. Na segunda-feira, 08/03, as aulas foram retomadas e, seguindo os moldes de 2020, as atividades seguirão em um formato remoto. Durante o período de planejamento se debateu a possibilidade de adotar o modelo híbrido de ensino, mas a mudança acabou não sendo confirmada e as aulas seguirão a distância.

Segundo a secretária de Educação (SMED), Neuza Machado, ainda não se tem uma previsão de quando as aulas serão presenciais ou em formato híbrido, pois não depende apenas dela. “As aulas estão suspensas. Eu jamais vou colocar os professores na linha de frente e sem a vacina. Diante disso, tudo será remoto. Somente seguiremos com a merenda nas escolas”, salienta a titular da pasta.

Suspensão da merenda

A Justiça havia concedido liminar favorável ao Sindicado dos Servidores Públicos Municipais de Alvorada (SIMA), que entrou com pedido para a suspensão do expediente presencial nas escolas. Com a medida, Alvorada deveria colocar todos os profissionais da educação em trabalho remoto. A medida valeria até o fim da bandeira preta ou há disponibilidade de estrutura de saúde para atender os profissionais no município.

A decisão de caráter liminar determinava a suspensão, seja de professores, seja dos demais funcionários de escola, independentemente de eventual flexibilização de protocolos enquanto não houver estrutura de saúde disponível para atendimento desses profissionais. O município também fica obrigado a pagar multa diária de R$ 5.000,00 em caso de descumprimento da ordem judicial.

Contudo, a Prefeitura entrou com o recurso pedindo a liberação das merendas e teve seu pedido acatado pelo Judiciário. “Essa vitória não é minha, mas sim das nossas crianças. É para elas que eu trabalho e estou muito feliz em termos ganho essa liminar. Tudo isso foi feito em prol dos nossos alvoradenses. Nós respeitaremos todas as regras para poder seguir ofertando uma merenda saudável”, finaliza Neuza.

Matrículas

Em virtude dos protocolos da bandeira preta, o período de matrículas presenciais na rede pública foi transferido para o dia 15 de março. Segundo nota da Prefeitura, a transferência da data não prejudica a garantia de vaga e todos serão matriculados. Nos próximos dias pode haver um novo adiamento no processo, então é importante contatar a Central de Matrículas através do e-mail centralalvorada165@gmail.com.

COMENTÁRIOS ( )