Sbado, 27 de Fevereiro de 2021 |

Escolas da rede pública e privada se preparam para o início do ano letivo de 2021 em novo formato

Modelo híbrido será adotado pelas instituições particulares

Por Redação em 12 de Fevereiro de 2021

"Uma comitiva de diretores da rede privada foi até a Prefeitura para definir o modelo de trabalho em 2021" (Foto: Eduardo Porto)


A Secretaria de Educação (SMED) realizou na manhã de segunda-feira, 08/02, com o prefeito José Arno Appolo do Amaral (MDB) e uma comitiva de diretores da rede privada de ensino. Na ocasião, representantes das escolas Êxito, Adventista e Pastor Dohms; foram recepcionados para debater o ensino híbrido nesse período de volta às aulas.

Com isso, a partir do dia 22 de fevereiro, as instituições privadas estarão retomando suas aulas nesse novo formato. As aulas serão realizadas com 50% da capacidade de alunos, havendo troca dos grupos atendidos semanalmente. Segundo nota da Prefeitura, o ensino híbrido é uma metodologia que combina a aprendizagem presencial e remota, permitindo que o aluno estude sozinho ou em sala de aula.

O modelo adotado será o híbrido, que mescla aulas presenciais e virtuais, e as salas de aula acomodarão 50% da capacidade, seguindo os protocolos da portaria conjunta das Secretarias Estadual de Educação (SEDUC) e Saúde (SES). Nos próximos dias o prefeito Appolo deve publicar Decreto Municipal confirmando as decisões tomadas na reunião que ocorreu no Salão Nobre.

Escolas municipais

A rede municipal de ensino também já se prepara para a retomada as aulas. “Dia 01 de março retornam os professores para as atividades. Isso não é necessariamente presencial, pois ainda não está definido o modelo de retorno das aulas. Já no dia 08 de março retornam para os alunos. Nós ainda estamos vendo as questões sanitárias e de vacinação”, salienta a diretora do Departamento Pedagógico Luciana Fernandes.

Contudo, por mais que já tenham datas para as retomadas das aulas, o modelo ainda gera dúvidas. Um deles é sobre a aula presencial. “O modelo híbrido não é obrigatório para o aluno. Os pais assinarão um termo de responsabilidade seja para mandar os alunos para a escola ou mantê-los em casa. Isso tanto na iniciativa privada quanto nas escolas municipais”, finaliza a gestora.

Escolas estaduais

Diante da necessidade de priorizar a segurança de alunos, professores e comunidade escolar, em 2021 a Secretaria Estadual da Educação (SEDUC) irá dar continuidade ao modelo híbrido de ensino. As aulas na Rede Estadual de Ensino, que incluem atividades presenciais e remotas, por meio da plataforma Google Sala de Aula, começam no dia 8 de março e se encerram no dia 21 de dezembro.

Ainda, o retorno no modelo híbrido de ensino irá ocorrer de forma escalonada. No dia 08 de março retornam os alunos dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º). Já no dia 11 de março, retornam os estudantes dos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano). Por último, no dia 15 de março, retornam os alunos do ensino médio e técnico.

As escolas deverão seguir o cumprimento dos protocolos sanitários estabelecidos em portaria conjunta publicada por SES e SEDUC no ano passado com todas as orientações. Os alunos terão aulas em revezamento com a divisão da turma, tendo presencialmente ao mesmo tempo no máximo 50% dos estudantes. O revezamento poderá ser realizado com os grupos alternando diariamente ou semanalmente.

Em 2021, as aulas remotas vão continuar sendo realizado pela plataforma Google sala de aula. Até o momento, mais de 700 mil estudantes já ativaram as suas contas educacionais. A iniciativa também prevê a distribuição de 50 mil Chromebooks para os docentes regentes de classe e coordenadores pedagógicos das 2,4 mil escolas da Rede Estadual de Ensino até o início das aulas no dia 8 de março.

COMENTÁRIOS ( )